sábado, 31 de outubro de 2009

1914. ESCANDALOSO!

"Numa terra com duas rádios locais, dois jornais locais, dois jornais regionais, jornalistas profissionais, amadores e outros, partidos e grupos de oposição; numa terra onde fomos vários a clamar que havia necessidade de uma auditoria isenta à autarquia; numa terra, enfim, onde tudo acaba por se saber; decorreu uma auditoria financeira ao município de Tomar, por funcionários da Inspecção Geral de Finanças, entre Janeiro e Abril deste ano, E NINGUÉM PIOU!"

1913. REGIÕES DE TURISMO E BONS ORDENADOS

Excelente texto de Virgílio Alves, no Thomar Vrbe.

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

1912. O QUIPROQUÓ TOMARENSE

Bom texto no Tomar a Dianteira sobre o quiproquó tomarense. Apesar de discordar do que muito lá vem dito, sobretudo sobre a qualidade política dos eleitos locais e das opções de macro ecomomia lá expostas, trata-se de um excelente contributo para a reflexão, que não deve deixar de se ler.

1911. MAIS NERVOSEIRA

Ainda sobre o destempero da reacção de hoje de Miguel Relvas acerca da vaguinha de fundo para Marcelo, registo que o argumento de Relvas é o de que se trata de pessoas que conduziram o PSD aos resultados que têm tido nas suas eleições derrotas em benefício do PS. Curioso: se há quem tenha perdido sucessivamente votos em Tomar na Assembleia Municipal, na Camara Municipal e nas Juntas é justamente Relvas, o seu amigo passoscoelhista Paiva e de Corvelo nem vale a pena falar, apenas porque não existe. Ou seja: Relvas, não tarda pira-se também para parte incerta...

1910. VOLTOU A NERVOSEIRA

Miguel Relvas surge-me na pantalha, não ocultando uma nervoseira pelo facto de estar a ser retirada a passadeira vermelha a Passos Coelho na conquista da liderança do PSD. A coisa está complicada. Julgariam o quê? Que existe uma espécide de direito divino à liderança?

1909. O ARTESÃO

José Adão é um dos raros artesãos do concelho de Tomar que fabrica réplicas de rodas do Mouchão. Ao longo dos últimos 20 anos já lá vão cerca de 800 exemplares. Há 20 anos começou por fazer réplicas de rodas do Mouchão em madeira por curiosidade e hoje é um dos poucos que ainda se dedica a esse tipo de artesanato no concelho de Tomar. “Faço isto por gosto, quando tenho disponibilidade”, explica-nos o artesão, de 57 anos de idade. É em Vale da Pedra, S. Simão, freguesia de Pedreira, Tomar, que tem montada a sua oficina. Vista de fora, a vivenda amarela não deixa adivinhar que ali se constroem réplicas de um dos ex-libris de Tomar. Mas ao abrir o portão da garagem o espaço ganha uma vida inesperada. Que a arte não morra, como tantas vezes acontece quando morre o último dos artistas.

1908. "EMBRUXAI-VOS UNS AOS OUTROS"

NOITE DAS BRUXAS/31 DE OUTUBRO - INICIATIVAS

BRAGANÇA
FESTA DA CABRA E DO CANHOTO

Nesta região predomina uma forte influência da cultura celta, que tinha o costume de acender uma fogueira para celebrar o dia 31 de Outubro que era o ritual do fim e do início de um novo ano. A aldeia de Cidões vai recriar todo o ritual da Noite das Bruxas e da Festa da Cabra e do Canhoto.
Dia: 31 de Outubro
Local: Aldeia de Cidões, Vinhais.

BRAGA
HALLOWEEN NO MUSEU DOS BISCAINHOS

Divertida caça ao tesouro na qual as crianças são desafiadas, com pistas colocadas em vários pontos do jardim histórico, a recolher os ingredientes necessários para a composição de um segredo que os defenda do mal. A iniciativa tem como objectivo promover o convívio na natureza e a difusão de valores de coesão social

Data: 03 e 04 de Novembro
Local: Museu dos Biscainhos
Contacto: 253 204 650

PORTO
ERISTOFF BLACK HALLOWEEN

Dos contos de terror para a realidade, a cidade do Porto recebe a Eristoff Black Halloween, onde a Alfândega do Porto tornar-se-á numa autêntica floresta negra de onde apenas os mais audazes sairão invictos.

Preço: 15 Euros
Data: 31 de Outubro
Hora: 00:00/06:00
Local: Alfandega do porto
Site: www.black.halloween.com

ROOSTER HALLOWEEN PARTY
Festa com as actuações de Double Damage, Fritua Potatoes Suicide, Freimatic, Skinny, Ludovic, Uma Naper, Fabulosa Marquise e Atari666.

Preço: 5 Euros
Data: 31 de Outubro
Hora: 24:00
Local: Maus Hábitos
Site: www.maushabitos.com

HALLOWEEN LOUNGE
Doçura ou travessura? Celebre esta noite com os seus amigos e muita animação com espectáculos de entretenimento. Há também pinturas faciais para os mais criativos e durante a noite será distribuído um voucher de buffet de família de domingo para 4 pessoas a quem apresentar o disfarce mais criativo.

Data: 31 de Outubro
Local: Bar New Yorker, Sheraton Porto Hotel & SPA
Site: www.sheratonporto.com

LETHAL INVASION FEST
A festa conta com as actuações dos portugueses Sonneillon Black Metal, Fetal Incest, Koltum, Prayers of Sanity e Ishkur e do checo Inferno.
Preço: 10 Euros
Data: 31 de Outubro
Hora: 21:00
Local: MetalPoints, C.C. Stop
Site: www.myspace.com/fetalincest

JANTAR DE HALLOWEEN
O cozinheiro Hélio Loureiro propõe para este jantar aterrador servido sobre uma mesa coberta de trapos de serapilheira abóboras com salada de legumes, tartes e quiches com cogumelos de "trompette de mort" e outras coisas de difícil descrição. Directamente do caldeirão sai o caldo de abóbora mágica e outras surpresas. Para terminar, um mil folhas feito de biscoitos de Hansel e Gretel, torta de maças envenenadas, tarde de laranja com mel de fel e infusões que prologam a vida.

Preço: 50 Euros; desconto de 50% para crianças dos 05 aos 08 anos
Data: 31 de Outubro
Hora: 19:00
Local: Restaurante Madruga, Porto Palácio Congress Hotel & SPA
Contacto: 226 086 600

JANTAR COM BRUXAS
Jantar de Halloween para os mais novos promovido pela Livraria Salta-Folhinhas, com Clara Haddad e Thomas Bakk.

Idade: Dos 06 aos 10 anos
Preço: 24 Euros/criança
Data: 31 de Outubro
Hora: 19:30/22:00
Local: Livraria Salta-Folhinhas
Contacto: 226 092 214

LANCHE DAS BRUXINHAS
Lanche de bruxinhas acompanhado por histórias com movimento, sob a orientação de Sara Afonso.

Idade: Dos 03 aos 05 anos
Preço. 12 Euros/criança
Data: 31 de Outubro
Hora: 16:00
Local: Livraria Salta-Folhinhas
Contacto: 226 092 214

FOX SCARY HALLOWEEN
Os canais de séries de entretenimento da Fox International Channels assinalam a data com a festa Fox Scary Halloween. Ambientes cénicos e animadores de "meter medo ao susto" vão invadir o Instituto do Jardim Botânico, transformando-o numa espécie de hospital psiquiátrico desactivado, onde acontecimentos estranhos, sinistros e assustadores acontecem um pouco por todo o lado. A entrada é por convite.

Data: 31 de Outubro
Hora: 23:00
Local: Instituto do Jardim Botânico do Porto

HALLOWEENIGHT!
Festa do 9º aniversário da Sound Factory e do Halloween.
Preço: 5 Euros
Data: 31 de Outubro
Local: Pitch Club, Rua Passos Manuel 34-38
Contacto: 933 514 864
Site: www.soundfactory.org

NOITE DE "ALL HALLOW EEN"
Para festejar a Noite das Bruxas, a Contagiarte propõe entre as bruxas, gatos pretos, vampiros, fantasmas, morcegos, zombies, fantasias e enfeites horripilantes, a actuação dos Bronquitis Cronica & Mito Escrito

Preço: 2 Euros
Data: 31 de Outubro
Hora: 22:30
Local: Espaço Contagiarte
Contacto: 222 000 682

OFICINA DE HALLOWEEN
Oficina ecológica de criação de adereços fosforescentes para festejar o Halloween.
Idade: Maiores de 04 anos
Preço: 7 Euros
Data: 31 de Outubro
Hora: 15:00/17:00
Contacto: 932 800 147
Site: www.ecoanimacao.blogspot.com

HALLOWEEN SPECIAL
Em noite de Halloween, ou de Bruxas, os Tijuana Bibles invadem o palco do Armazém com o seu rock personalizado. Após o concerto, dois dos elementos da banda continuarão por detrás dos pratos mostrando um pouco das suas referências musicais. No bar John Player Special trás a sua selecção muito especial de trip-hop com muito "fumo"...

Data: 31 de Outubro
Hora: 21:30/04:00
Local: Armazém do Chá, Rua José Falcão 180
Site: www.armazemdocha.com

HALLOWEEN 2009
O Gare Club festeja o Halloween com um concerto de Dixon, que apresenta o álbum de remixes "Temporary Secretary". O DJ e produtor berlinense é acompanhado por Rui Trintaeum e Tiago Dias.

Preço: 10 Euros
Data: 31 de Outubro
Local: Gare Club
Site: www.gareclube.com

MATOSINHOS
HALLOWEEN NO BUS MATOSINHOS

Trajado a rigor vem ajudar a pregar uns sustos na noite das bruxas do Bus Café Matosinhos.

Data: 31 de Outubro
Hora: 23:00
Local: Rua de Ló Ferreira 117
Contacto: 229 380 197 / 912 226 050

VILA NOVA DE GAIA
DIA DAS BRUXAS EM VILA D ESTE

O Centro de Ocupação Juvenil Vila d'Este organiza um desfile pelas ruas da urbanização Vila d'Este para celebrar a tradição de festejar o Halloween.

Do programa fazem parte actividades para pais e filhos e um desfile de crianças pelas ruas do bairro.

Data: 30 de Outubro
Hora: 18:00
Local: AP-Associação dos Proprietários da Urbanização Vila d´Este
Contacto: 227 847 176

SANTA MARIA DA FEIRA
HALLOWEEN NO VISIONARIUM

Entre fumos, bruxas, olhos de morcego e abóboras cintilantes, pais e filhos entram numa inesquecível aventura pelo universo de Halloween. O programa combina ateliers de fantasmas voadores, pinturas com "sangue" e outras tintas naturais, esculturas de lanternas de abóboras, minhocas doces, olhos de morcego e sangue fumegante com um percurso nocturno na floresta do Visionarium para observar as criaturas da noite.

Idade: Todas
Preço: 18 Euros/adultos; 14 Euros/crianças <14 anos (inclui jantar, actividades e acompanhamento)
Data: 31 de Outubro
Hora: 18:00/22:00
Local: Visionarium - Centro de Ciência do Europarque
Contacto: 256 370 605

LOUSADA
HALLOWEEN EM CAÍDE

Veste-te a rigor e vem passar a noite das bruxas num cenário fantasmagórico.

Data: 31 de Outubro
Hora: 21:00
Local: Cais Cultural AMC, Caíde de Rei

MONTEMOR-O-VELHO
BRUXOS E BRUXINHAS

A Associação Diogo de Azambuja realiza um desfile das bruxinhas e dos bruxos. O evento, que já se tornou uma tradição naquela instituição, promete muita animação e a apresentação, por parte dos alunos, de muitas indumentárias assustadoras.

Data: 30 de Outubro
Hora: 11:00
Local: Anfiteatro Municipal
Site: www.cm-montemorvelho.pt

CASTELO BRANCO
NOITE DAS BRUXAS

A Casa do Forno propõe uma fantástica noite de Halloween com um programa de arrepiar, que inclui um concurso de esculturas de abóboras, um jantar sob o tema Samhain com refeição a condizer, um passeio nocturno pela vila, onde os participantes terão o prazer de exibir as suas abóboras e assustar os mais distraídos, e uma visita ao cemitério acompanhado pelo Conde Drácula para um convívio com as almas penadas e prova das suas iguarias.

Preço: 15 Euros
Data: 31 de Outubro
Hora: 17:00/24:00
Local: Casa do Forno de Salvaterra, Salvaterra do Extremo
Contacto: 277 455 021
Site: www.casadoforno.com.pt

LEIRIA
NOITE DE HALLOWEEN

Festa do Dia das Bruxas com a actuação dos DJ´s Rita Zukt e Rui Estêvão.

Dia: 31 de Outubro
Local: Simples Coffee, Campos, Maceira

CALDAS DA RAINHA
HALLOWEEN NAS RUAS

Iniciativa promovida pela Associação Comercial dos Concelhos das Caldas da Rainha e Óbidos. Durante a manhã, três bruxinhas vão percorrer as ruas da cidade a distribuir brindes e lembranças às pessoas. Enquanto para a noite estão agendadas várias festas alusivas ao tema em várias discotecas e bares da zona.

Data: 31 de Outubro
Contacto: 938313020
Site: www.capitaldocomercio.com

TORRES VEDRAS
ATELIER DE ARREPIAR

Atelier de expressão plástica comemorativo do Halloween, onde os participantes vão fazer coisas de arrepiar.

Idade: Maiores de 06 anos
Data: 31 de Outubro
Hora: 15:30
Local: Sala Infantil, Biblioteca Municipal
Site: www.cm-tvedras.pt

SINTRA
NAÇÃO ZOMBIE

Festa de Halloween que convida à comemoração do Apocalipse com a presença dos DJs Adam Nox e De Profundiis

Data: 31 de Outubro
Hora: 22:00
Local: Espaço Reflexo, Rua Heliodoro Salgado 41
Contacto: 214 213 188
Site: www.myspace.com/espacoreflexo

NOCTURNO DO HALLOWEEN
Passeio nocturno pela Serra de Sintra, promovido pelo Clube BTT de Lisboa.

Preço: 10 Euros (inclui ceia)
Data: 31 de Outubro
Local: Serra de Sintra
Contacto: 968 678 260 / 939 150 186

LISBOA
HALLOWEEN PARTY

Jogos, brincadeiras, worshops de máscaras, concursos de máscaras, muitas doçuras e travessuras e aulas de demonstração…. Tudo em inglês.

Idade: Dos 03 meses aos 14 anos
Data: 31 de Outubro
Hora: 14:30/18:30
Local: Palácio Beau Séjour
Contacto: 217 551 870

FESTA HALLOWEEN CANAL PANDA
A noite mais assustadora do ano está de volta e com ela a divertida festa do Canal panda. Com actuações arrepiantes, ateliers aterradores e claro a presença do Panda.

Data: 31 de Outubro
Hora: 17:00/20:00
Local: Soul Club, Travessa Teixeira Júnior 6, Alcântara
Site: www.zon.pt

HALLOWEEN BAILE BURLESCO
O Cais Sodré Cabaret apresenta no Maxime o seu novo "Baile Diabolique", uma autêntica festa burlesca. Os zombies e as zombettes presentes vão testemunhar "aparições" vampirescas no meio de um genuíno baile-das-bruxas proporcionado pelos Cabaret DJ´s que vão lançar maldições e maus-olhados na pista de dança durante toda a noite.

Preço: 8 Euros
Data: 31 de Outubro
Hora: 24:00
Local: Cabaret Maxime

FESTA DE HALLOWEEN 2009
O ginásio Nexgym promove uma festa de Halloween com muito movimento.

Idade: Dos 03 aos 17 anos
Preço: 20 Euros/criança (jantar incluído)
Data: 31 de Outubro
Hora: 19:00/23:00
Local: Nexgym Lumiar
Site: www.nexgym.pt

PÃO POR DEUS
No Dia de Todos-os-Santos grupos de criança saem à rua para pedir o Pão-por-Deus, de porta em porta. Quando pedem, as crianças recitam versos e recebem como oferenda pão, broas, bolos, romãs, nozes, amêndoas ou castanhas, que colocam dentro dos seus sacos de pano. Para assinalar esta tradição, os participantes vão confeccionar na padaria, em família, uma receita tradicional.

Idade: Maiores de 03 anos + Famílias
Data: 31 de Outubro
Hora: 11:00 e 15:00
Local: Quinta Pedagógica dos Olivais
Site: http://quintapedagogica.cm-lisboa.pt

DIA DAS BRUXAS
O Jardim Botânico propõe um "mega" programa para festejar o Halloween que inclui um concurso de abóboras; um jogo de pistas "Receitas de Feiticeiras contra bruxos e demónios"; um buffet endiabrado; o tractor do terror e ainda um concurso de máscaras.

Idade: Famílias
Preço: 18 Euros/adultos; 12 Euros/crianças; 55 Euros/ Família (2 adultos + 2 crianças)
Data: 31 de Outubro
Hora: 16:00/22:00
Local: Jardim Botânico da Ajuda
Site: www.jardimbotanicodajuda.com

HALLOWEEN PARTY
A I Wish (www.iwish.pt) convida todas as crianças a participar num alucinante Haloween Party com muitos sustos e travessuras. Destaque para um espectáculo de bruxas interpretado pelas actrizes Inês Castelo Branco e Vera Kolodzig.

Idade: Todas
Preço: 7 Euros/criança
Data: 31 de Outubro
Hora: 15:00/21:00
Local: Lx Factory, Rua Rodrigues Faria 103
Site: www.iwish.pt

HALLOWEEN EM QUEDA LIVRE
Divirta-se passando um Dia das Bruxas super radical. É a proposta da Escola de Voo Queda Livre que proporciona Saltos Tadem a partir de 100 euros.

Contacto: 938 801 345 / 210 190 952/3

FESTA DAS BRUXAS
O Santiago Alquimista promove uma festa de bruxas de pôr os cabelos em pé, com concertos dos F.E.V.E.R., Million Dollar Lips, Budlovers e Hysteria Iberika; baile pela mão do live act de Woman in Häxan e o do Dj Serotonim e cinema com imagens de horror da Vj Psyberdoll. Além desta animação há ainda uma mostra de vestuário, discos e cinema, um mini-estúdio fotográfico, maquilhagem temática gratuita e acessórios, máscaras e fatos da Casa do Carnaval.

Preço: 5 Euros
Data: 31 de Outubro
Hora: 21:30/04:00
Local: Santiago Alquimista

DANÇAS MALDITAS NO HALLOWEEN
Aproveitando o espírito do fim-de-semana de Halloween, realiza-se a festa de lançamento do novo livro de Stephenie Meyer "Danças Malditas". A animação está a cargo dos Abstraction e do DJ João Garcia.

Data: 30 de Outubro
Hora: 23:30
Local: Lx Factory (Sala das Colunas)
Contacto: Joao.p.graca.@gmail.com

THERAPY SESSIONS HALLOWEEN
A famosa noite Therapy Sessions volta a tomar de assalto a celebração de Halloween em Lisboa. E naquele que será o 10º capítulo destas sessões em solo português vai contar com a presença do ucraniano Limewax, do norte-americano SPL e a estreia do sul-africano Counterstrike. A recebe-los estão C-Netik, Blast, Dkaos e Zeder.

Preço: 12,50 Euros
Data: 31 de Outubro
Local: Lx Factory (Sala das Colunas)

MONTIJO
GALA HALLOWEEN

O espectáculo vai reunir os diversos grupos de hip-hop do concelho numa competição temática alusiva ao Halloween. Para além disso vai contar com a estreia do musical "Whisper for a girl", baseado na grande produção "Moulin Rouge", adaptado por bailarinos do Montijo. A participação especial da banda filarmónica 1º de Dezembro vai contar com um espectáculo multimédia com a apresentação de diversos temas de filmes alusivos ao Halloween.

Preço: 5 Euros
Data: 31 de Outubro
Hora: 21:30
Local: Cine-teatro Joaquim d´Almeida

SEIXAL
BY NIGHT - SERÃO NA BIBLIOTECA

A Câmara Municipal do Seixal promove a iniciativa "By Night - Serão na Biblioteca", que consiste num conjunto de actividades alusivas à temática do fantástico num contexto invulgar.

Idade: Dos 13 aos 18 anos
Data: 31 de Outubro
Hora: 21:00/01:00
Local: Fórum Cultural do Seixal, Biblioteca Municipal
Site: www.cm-leiria.pt

ALMADA
HALLOWEEN LIVE FEST

Festa da noite das bruxas com as actuações de Face Oculta, Seeds of Mistrust e os Enviados do Dr. Matos.

Data: 31 de Outubro
Hora: 21:30
Local: Pestinha Bar, Fonte da Telha
TRAFARIA
NOITE DAS BRUXAS

Noite das bruxas festejada com a festa do 3º aniversário dos Mosca Tosca
Preço: 5 Euros
Data: 31 de Outubro
Hora: 22:00
Local: SRMT - Sociedade Recreativa e Musical Trafariense

LOULÉ
PARADO DO HORROR

A Câmara Municipal de Loulé promove um evento dirigido a miúdos e graúdos. O programa inclui desfile das crianças das escolas mascaradas de bruxas, dráculas e outras figuras do Halloween.

15:00 - Rua Maria Campina e Lago de São Francisco

Após o desfile a festa prossegue na Cerca do Castelo, com animação para os mais novos com música, palhaços vestidos de bruxas, pinturas faciais., modelagem de balões e insuflável.

A festa para gente graúda acontece à noite
21:30 - Alcaidaria do Castelo
Idade: Todas
Data: 31 de Outubro
Site: www.cm-loule.pt

ALTE
HALLOWEEN NA FONTE GRANDE

A animação está a cargo da Associação Satori (Salir) e Banda ZEu (Tavira). O programa inclui ainda a Aparição dos Cavaleiros das Trevas, a Queima da Bruxa, Fogo de Artificio, Rahakatta (Loulé), Show Satori, Banda Dr. Zilch e ao final da noite a actuação do Dj Paolo Rossi

Preço: 1,50 Euros
Data: 31 de Outubro
Hora: 23:30
Local: Fonte Grande

VALE DE LOBOS
FESTA DE HALLOWEEN

Festa para os mais novos com elaboração de um disfarce, lanche de halloween, caça ao Tesouro das Bruxas com prémios, jantar e passagem de modelos.

Idade: Dos 03 aos 12 anos
Preço: 35 Euros/criança (inclui lanche e jantar)
Data: 31 de Outubro
Hora: 15:00
Local: Dunas Douradas Beach Club

FARO
TWILIGHT ZONE

Festa de Halloween com a participação do DJ Mike Fuentez.
Data: 31 de Outubro
Local: Metris Club
Site: www.metrisevents.pt

TELEVISÃO
MARATONA HALLOWEEN

O Disney Cinemagic preparou para este dia 13 horas seguidas de programação dedicada ao Halloween com destaque para os filmes "Casper, o Fantasminha e a Escola dos Sustos", "O Hotel dos Fantasmas" ou a "Casa do Rato Mickey: Os Vilões".

Data: 31 de Outubro
Hora: 11:00/24:00
Canal: Disney Cinemagic
Site: www.zon.pt

Fonte: Lusa.

1907. À MESA DO ORÇAMENTO

Começam hoje a servir as entradas. Promete.

1906. VIDAS ESQUECIDAS

Custódio Gonçalves Figueiredo tinha 52 anos. Quis a banalidade fria e cortante dos baptismos que nem nos nomes Custódio Gonçalves Figueiredo, se distinguisse dos nomes portugues que há espalhados por essas ruas, largos, praças dessas terras portuguesas que polvilham os territórios. Vi-o uma vez na vida, num destes últimos pacatos domingos, onde fui almoçar ao seu "O Kamanga", por onde já tinha passado vezes sem conta, mas nunca tinha entrado, sei lá porquê. Ao domingo os restaurantes fecham quase todos em Tomar, sei lá porquê e os sobrantes transbordam de comensais preguiçosos. O Custódio era o dono do restaurante. A sua figura, mesmo para quem o via pela primeira vez, tornava-se, desde então, inesquecível, sei lá porquê. A fala arrastada, desinteressada do que o rodeava, um mecanicismo suspeito na dança dos talheres e das travessas, que muitas vezes trocava e que aparentava um quase desinteresse pela sorte da conta final a pagar pelo cliente. Parecia que receber era até um contratempo. E se calhar era mesmo. Um tanto faz, como fez, ou antes pelo contrário.

O dono do restaurante “O Kamanga” matou-se, deixemo-nos de merdas de palavras, na tarde desta quarta-feira. Foi encontrado sem vida na sua casa na rua de S. João, em Tomar. “O Kamanga”, fica ali situado na esquina da R. de S. João com a R. dos Moinhos, onde seres humanos são obrigados há meses a engolir, em sentido literal, a comer o pó da estrada, devido à incompetencia da Camara Municipal, entretanto reeleita, na mais sinistra ofensa à memória daquele sofrido Custódio, que no mínimo mereceria um reles asfalto para evitar buracos nas solas e joanetes nos pés, para ao menos andar normalmente de acordo com as regras do homo erectus.

Foi à tarde, numa quarta-feira, o estranho e indefinido dia do meio da semana, pelo método de enforcamento. Segundo um vizinho, “ele andava um bocado em baixo”. Isto, hoje, não quer dizer absolutamente coisa alguma, ou seja, nada. Andamos todos em baixo e daí? Mas ele, não. Tinha razões especiais, para lá das razões especiais dos outros para andar em baixo e que são sempre diferentes umas das outras, sei lá porquê. Soube hoje, como sempre tarde demais para exercícios de salvamento, de algumas delas. E o que interessava, se acaso eu as tivesse sabido antes? Nada. Nada mesmo. Não teria feito nada. Cruamente nada. É isto a desumanização. E há muito tempo que nunca me tivesse talvez sabido tão bem escrever um texto tão verdadeiro, sem final . Feliz ou infeliz. Apenas sem final, como julgo que a vida é. Sem final.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

1905. FACE OCULTA

Tomar, todos os lugares, não só os bancos, as empresas, as famílias, os castelos, a história, têm poliédricas faces ocultas. Lados das sombras que aparentemente estão dissimuladas nas algazzarras dos momentos, nas farpelas de ocasião com que se decoram traças, alfazemas, carunchos, bichos da madeira que inexoravelemte vão corroendo sem se ver, destruindo sem se ouvir, mudadndo sem que se veja. Soube-se hoje de uma face oculta socialista, mais uma, desta vez sem contentores, sem Moura Guedes, sem animais ferozes, apenas uns famélicos nove ou dez mil euros a troco de uns negóciozitos com que sempre um medíocre à solta julga que vai resolver a vidinha. Em Tomar também há faces ocultas, que ninguém duvide. Esta semana então, com o papelinho do bloquinho medíocrezinho centralinho sobre as migalhas municipais disponíveis, mais algumas faces se ocultaram, mas, em contrapartida também, inelutavelmente algumas outras se desocultaram. Deixem lá os pilaretes, o lixo das ruas, o pelourinho de Pisa, a poeira de Trinitá na R. outrora dos Moinhos, os fomulários, os QREN's, os paivo-corvelo-vitorinos. Deixem lá isso agora. Acima disso está o carácter, que é o que nos faz viver um patamar acima dos animas selvagens, por enquanto. Deixem lá os veludos das mesas de reuniões dos hotéis, as nojentas intrigas das Corredouras do baixo e do alto Nabão, deixem lá isso tudo. Sou eu que peço. E, por um momento, vá, dois momentos, deixem sentir o ar fresco dos monges descer a encosta e viajar à desfilada da serra até nenhures. Talvez se consiga perceber então o inestimável valor, não digo preço, digo valor, da liberdade. Se conseguirem, aposto que não voltarão a ser os mesmos. Aposto. E o mais que aqui e agora decidi ocultar, é fácil: vão aos Alcatruzes. está lá tudo, da família ao rio, das bonecas, às viagens das liberdades dos montes de Portugal, que é, finalmente, onde pretendo chegar, por sentir que sou de lá. Peço desculpa pelo abuso da boleia à Maria.

1904. CORRENTES

O Meu Rio. Sem tirar de lá nada e sem pôr lá nada. A Maria, certeira diz tudo, em pleno.

1903. MENÚ

Até 8 de Novembro:
29º Festival Nacional de Gastronomia de Santarém, na Casa do Campino.
Sexta-feira, dia 30:
9h30, primeira reunião do novo Executivo Camarário de Tomar.
20h00, tomada de posse dos eleitos da freguesia de Alviobeira, Tomar, na sede da Junta.
Sexta-feira, dia 30
21h30, actuação da fadista Cristina Branco no Cine-Teatro Paraíso em Tomar.
Dias 31 de Outubro e 1 de Novembro
Evento La'Radical na Lamarosa (torneios e animação musical).
Domingo, dia 1 de Novembro, dia de Todos os Santos, feriado religioso
16h00, concerto pela Banda Filarmónica Payalvense “Manoel de Mattos” nos Lagares d’El Rei em Tomar.
Segunda-feira, dia 2 de Novembro
Dia de Finados.

1902. FADO

A fadista Cristina Branco actua esta sexta-feira, 30 de Outubro, no Cine- Teatro Paraíso, em Tomar. O concerto faz parte da digressão “Kronos” com que, desde o lançamento do álbum com o mesmo nome no início do ano, Cristina Branco tem passado por palcos de Portugal e do Mundo. Depois de em anteriores trabalhos Cristina Branco ter revisitados temas de Amália e
Zeca Afonso, “Kronos”, o décimo álbum da fadista marca o regresso aos temas originais. Nascida em Almeirim, em 1972, Cristina Branco começou a cantar por brincadeira, ainda sem saber que trocaria o jornalismo pela música. Em 1996, estreia-se no Círculo de Cultura
Portuguesa de Amesterdão. O espectáculo tem início pelas 21.30 horas e os bilhetes têm o preço único de 15 euros.
Fonte: O Templário.

1901. PELOS CAMINHOS DE PORTUGAL (160)


O Sindicato de Hotelaria denunciou hoje o encerramento da Pousada Barão de Forrester, em Alijó, colocando no desemprego 13 funcionários, disse à Agência Lusa o dirigente Francisco Figueiredo. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Hotelaria, Turismo, Restaurantes e Similares do Norte, os funcionários da pousada Barão de Forrester ter-se-ão apercebido, através de um cliente, que o Grupo Pestana "já não estava a aceitar reservas para a unidade de Alijó". Depois, acrescentou Francisco Figueiredo, receberam um e-mail a "avisar de que a unidade iria fechar a partir de segunda-feira". Contactada pela Lusa, fonte do Grupo Pestana disse apenas que a pousada duriense "vai fechar para obras" e que mais informações só poderão ser fornecidas a partir de segunda-feira. O sindicalista diz que "é mentira" que a unidade vá sofrer obras porque "não existe nenhum pedido" na autarquia, considerando que "nada justifica a necessidade da pousada fechar, sem aviso prévio, para a realização de obras". A Lusa tentou obter esclarecimentos junto da Câmara de Alijó, o que não foi possível. Francisco Figueiredo classifica a "decisão da empresa" está "ferida de ilegalidade" porque não foram cumpridos os formalismos exigidos pela lei, já que os trabalhadores não foram previamente avisados, não lhes foram adiantados os salários nem a empresa procedeu a um despedimento colectivo. O Sindicato de Hotelaria tem já agendada uma reunião na segunda-feira, em Alijó, com os funcionários da pousada. O sindicalista denuncia que a cadeia hoteleira Pestana Hotels & Resorts "só pensa no máximo lucro", pondo em causa a "diversidade da oferta" nos diferentes sítios do país. A pousada Barão de Forrester fica situada na secular vila de Alijó, no coração da região demarcada do Douro, e possui 21 quartos. O Grupo Pestana, criado em 1972, é o maior grupo português no sector do turismo. Uma pena.

Fonte: Lusa.

1900. PRENDINHAS

O Diário da República de hoje publica a lista dos subsídios atribuídos pelo Governo Civil de Santarém no 1.º semestre de 2009. Foram apenas 10 as associações e instituições beneficiadas.
Aqui ficam os nomes das entidades, o montante do subsídio e a data de atribuição: Sociedade Filarmónica Gualdim Pais (Tomar) - 500 euros - 2009-03-18, Associação Bombeiros Voluntários Vila Nova da Barquinha – 500 euros - 2009-03-18, Sport Club Operário de Cem Soldos (Tomar) - 1.500 euros - 2009-03-25, Casa do Povo de Minde (Alcanena) - 1.500 euros - 2009-04-22,Assoc. Comunitária de Assist. Social de Vila Chã Ourique (Santarém) – 423 euros - 2009-04-22, Sociedade Velha Filarmónica Riachense (Riachos – Torres Novas) - 300 euros - 2009-05-05, Cruz Vermelha Portuguesa - Delegação de Santarém - 1.000 euros - 2009-05-22, Associação Cultural Recreativa Vale do Nabão (Freixianda - Ourém) - 500 euros - 2009-05-22, Grupo Rec. e Desp. do Vale de Mestre “Os Relâmpagos” (Constância) – 300 euros - 2009-06-19 e Fábrica da Igreja da Freixianda (Ourém) - 1.000 euros - 2009-06-19

Fonte: O Templário.

1899. PELOS CAMINHOS DE PORTUGAL (159)

O Turismo de Leiria-Fátima (TLF) vai disponibilizar dentro de seis meses conteúdos pelo telemóvel, para divulgar e potenciar a estadia dos turistas na região, revelou hoje à Agência Lusa o seu presidente, David Catarino. “Trata-se de mais um meio, que é prático, de levar a informação aos turistas que nos quiserem visitar”, disse David Catarino, convicto de que a iniciativa não vai apenas permitir a promoção da região, mas também “potenciar, de uma forma cómoda, o aumento da estadia dos turistas”. O presidente do TLF explicou que qualquer pessoa, após subscrever o serviço, que vai ficar disponível em diversos idiomas, poderá aceder “a uma panóplia de informação sobre monumentos, museus, restaurantes, hotéis ou acessibilidades” dos seis concelhos que integram o organismo. “A subscrição, que poderá ser feita em postos de turismo ou noutros estabelecimentos da região e deverá ter um custo de cinco euros, dá ao turista uma senha para aceder aos conteúdos e uma brochura”, adiantou David Catarino, acrescentando que o trabalho vai ser desenvolvido pela empresa M-Insight Technologies, no âmbito de dois protocolos a celebrar na próxima terça-feira. O primeiro acordo prevê a criação de dois tipos de guias, um com informação transversal de toda a região e seis individuais, correspondentes a cada um dos municípios que integram o TLF: Batalha, Leiria, Marinha Grande, Ourém, Pombal e Porto de Mós. Segundo protocolo, denominado “Fátima - Caminho de Fé”, está direccionado para conteúdos no âmbito do turismo religioso. David Catarino justificou a disponibilização deste guia pelo número de visitantes que Fátima recebe anualmente, referindo que através deste serviço os turistas vão poder aceder à programação religiosa do Santuário de Fátima, assim como a informação sobre os principais locais de interesse turístico da cidade.

Fonte: Lusa.

1898. MISCELANEA

Stocks, o Arroz Doce e Feira do Livro, tudo a ver com tudo. Ler enquanto se come arroz doce. Ou vasculhar monos de ocasião enquanto se lê. Ou comer arroz doce enquanto se descobre aquela camisolita de quando o Sporting foi campeão no tempo de Guterres. Tanta relíqui junta. Vai ser em Torres Novas, de 28 de Novembro a 1 de Dezembro.

Fonte: Rádio Hertz.

1897. O ESTADO DA MATA

"Em 1974, havia na mata 16 trabalhadores permanentes. Actualmente há um permanente e um provisório. É por conseguinte natural que tudo aquilo esteja como está... "

1896. FEIRA NACIONAL DO CAVALO



(Foto)

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

1895. DELÍRIOS NABANTIOS


Afinal, não é definitivo. A peregrina ideia de entregar a comemoração da data maior dos 850 anos da fundação de Tomar ao Bloco de Esquerda, só possível de sair de uma cabecinha pensadora como a de Miguel Relvas, não é definitiva. Que os ventos ajudem a arejar estas tão desvairadas bandas. Já basta o que basta. Eu, assim, até sugeria o deputado Louçã para nacionalizar os supermercados, o deputado Rosas para gerir o monopólio científico das monografias, a jovem Drago para comprar umas acçõezitas da Camara Municipal em privatização (se é que alguém comprava...), o fulgurante Fazenda para desenhar com o major Tomé a farda oficial das comemorações para os desfiles de honra na Praça de Armas do Regimento de Infantaria, enquanto Santos Silva não transforma aquilo num condomínio privado, e a estrela em ascenção Pureza para assegurar que Corvelo iria finalmente ler uns livros de hisória, mesmo os do ensino básico devem chegar, antes de abrir a boca sobre assuntos que manifestamente domina tanto como eu sou especialista de sânscrito. Tenhamos, assim, toda, toda, todinha a paciencia do mundo...

1894. PELOS CAMINHOS DE PORTUGAL (158)


Duas dezenas de moradores de Queluz protestaram hoje contra a demolição da casa de Stuart de Carvalhais, o “pai” da banda desenhada portuguesa. Os moradores estiveram hoje concentrados na rua Conde de Almeida Araújo, frente ao local onde se encontrava a antiga casa de Stuart de Carvalhais (1887 – 1961), pintor, desenhador e introdutor da banda desenhada em Portugal. “Queluz tem muito património que tem sido muito mal tratado. É uma pena terem deixado morrer esta casa, depois de durante anos se falar em criar aqui um museu com as obras de Stuart de Carvalhais”, disse à Lusa, Matias Ramos. Durante a tarde, foram passando vários moradores pelo local que afirmaram a sua indignação com a demolição do edifício. Segundo Judite Esteves, a demolição da casa do antigo pintor começou na terça-feira “sem que ninguém tenha dado por isso”. “Estou chocada. Falava-se num museu e de repente, depois das eleições, a casa é demolida”, adiantou a moradora. O candidato à junta de freguesia de Queluz pelo Movimento Mérito e Sociedade, Sérgio Marques, esteve no local e adiantou à Lusa que “as pessoas estão revoltadas com a demolição da casa porque queriam a construção de um museu com o espólio do ‘pai’ da banda desenhada portuguesa”. “Este edifício estava abandonado há muitos anos, mas mesmo que façam aqui alguma coisa de bom é muito triste não terem aproveitado a estrutura do prédio”, disse. Manuel Guedelha, candidato à junta de freguesia pela CDU também se mostrou indignado pela demolição do edifício, propriedade de uma empresa privada. “Não quero de deixar de apontar o dedo sobretudo à Câmara Municipal que nada tem feito e não tem intervido para parar com esta destruição de um património cultural e arquitectónico que ao longo dos anos tem desaparecido na nossa freguesia”, adiantou. Stuart de Carvalhais publicou diversos trabalhos em jornais como o Diário de Noticias, Diário de Lisboa, Diário Popular e o jornal A Bola, e em revistas como a Sátira, Repórter X. Ilustração Bertrand, Kino, Pica-Pau e Cara Alegre. Contactado pela Lusa, o presidente da Junta de Freguesia de Queluz, António Barbosa, adiantou não querer prestar declarações. A agência Lusa tentou contactar o presidente da autarquia de Sintra, Fernando Seara, sem sucesso.

1893. ASSIM SE REFORMA PORTUGAL

A partir de 1 de Janeiro de 2010 a Câmara de Tomar vai assumir a gestão do pessoal não docente do ensino básico. São, ao todo, mais de 130 auxiliares e perto de 30 funcionários administrativos. Esta transferência de competências traz um envelope de 403 mil euros que garante igualmente a realização das Actividades de Enriquecimento Curricular no 1.º ciclo. Esta nova situação surge na sequência da publicação no Diário da República esta terça feira do contrato que define as condições de transferência, para o Município de Tomar, de atribuições nos domínios do pessoal não docente das escolas básicas e da educação pré - escolar, das actividades de enriquecimento curricular no 1.º ciclo do ensino básico e da gestão do parque escolar nos 2.º e 3.º ciclos do ensino básico. Por outras palavras: o Estado decide e ensina o que decide que todos devemos sabe. As Camaras tratam da intendencia e fazem os recibos de vencimento.

Fonte: Rádio Hertz.

1892. EM BUSCA DA IMAGEM ROUBADA

A Polícia Judiciária encontra-se a investigar o roubo de uma imagem de uma Santa furtada a 25 de Setembro da capela de Nossa Senhora do Pranto, na localidade de Vale do Grou, Envendos, no concelho de Mação.
Fonte: O MIRANTE

1891. PATACA A TI, PATACA A MIM

A única alteração na composição do Conselho de Administração dos Serviços Municipalizados (SMAS) de Tomar, na sequência do acordo PSD-PS, é a entrada de Anabela Estanqueiro (PS) e a saída de Júlio Figueiredo (PSD). A advogada Anabela Estanqueiro era o terceiro elemento da lista do PS para a Câmara. Na Administração dos SMAS mantêm-se Luís Duarte Vicente como presidente e Sandra Mata como administradora.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

1890. CAPAS HISTÓRICAS

O PS quer eleger três vereadores, Luís Ferreira. Dá talvez ter-se arrumado em segundo...

1889. A LER

A crónica da posse, por Sebastião Barros, evidentemente a anos luz da paróquia que nos comprazemos de ser, para nosso atraso.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

1888. A FARDA


Há farda na Camara?...

1887. ALTAMENTE RECOMENDADO


O leitão do Manjar dos Templários.

Restaurante Manjar dos TempláriosEstr. Castelo Bode Cruzamento Castelo do Bode, SÃO PEDRO DE TOMAR, SANTARÉM 2300-196, p: 249381300

1886. LEITURA IMPRESCINDÍVEL

O Foral de Tomar de 1162. No SIGILLUM MILITUM CHRISTI.

1885. EVIDENTEMENTE

Evidentemente e com a debacle megalómana de Ivo Santos (o século XXIII continua a ser uma boa chance...), que sairia muito mais contentinhos e muito mais baratinhos, Miguel Relvas meteu o faminto de poder PS local no bolso, com retumbante salero de quem não brinca em serviço. Relvas, merece o suplício de Tantalo que vai ser aturar esse pesssoal durante quatro deslumbrados anos. Já os deslumbrados, de tão cheinhos de coisa alguma, merecem bem a triste figura que irão fazer. Segundo as últimas informações disponíveis na estação pública de televisão, parece que está em preparação a rodagem de uma nova série de Os Contemporaneoas em Tomar nos próximos meses.

1884. GUARANIS EM MAÇÃO


Inaugura no próximo dia 11 de Novembro, no Instituto Terra e Memória (Museu de Arte Pré-Histórica de Mação, Portugal), a exposição “Índios Guaranis: um passado revisto pela cerâmica arqueológica”. A exposição revela aspectos tecnológicos das cerâmicas guaranis arqueológicas, recuperados pela arqueologia experimental numa perspectiva científica e artística. Esta iniciativa está articulada com o plano de intervenção artística “Transformar a Terra” que decorre no âmbito do Projecto europeu «Transformations», do qual o Município de Mação, através do Museu de Arte Pré-Histórica, constitui um dos principais parceiros. A exposição intercala espaços audiovisuais com objectos materiais, numa perspectiva lúdica interactiva, partindo da manufactura das vasilhas até ao estudo arqueológico do material.

Fonte: IPT

1883. MENÚ

Hoje, às 17h00: tomada de posse dos cidadãos eleitos para a Câmara e Assembleia Municipal de Tomar no salão nobre da autarquia.

domingo, 25 de outubro de 2009

1882. DIÁRIO (49)

Um blogue é eterno? Pode ser. Pode não ser. Se acreditarmos (fé...) que a eternidade é deste mundo, admitamo-lo que sim, que pode ser. Um trejeito feliz de um dia depressivo, um naco de texto que assenta no escantilhão mental de quem o lê, por sortilégio, no momento. Um reconhecimento mais ou menos generalizado de graça, qualidade ou até da falta dela. Há blogues que jamais esquecerei, por exemplo, por os considerar um mero escarro intérnetico. Posto isto. O que fazer com o Nabantia? Há dias que o sinto no fim. Há dias que o sinto no princípio. Talvez tudo parta dos olhos com que olho para ele em cada instante. É só para incomodar Vosselencias que está em vigor esta dúvida.

1881. PARA COMPENSAR DA ACIDEZ

Na Casa do Campino em Santarém começou hoje o 29º Festival Nacional de Gastronomia, que inclui o primeiro concurso do petiscos no qual é o público que vota. Todos os dias há demonstrações de jovens talentos da cozinha. Em Abrantes, nas instalações da antiga Rodoviária do Tejo, decorre a Feira Nacional de Doçaria Tradicional, que já vai na sua 8.ª edição. Cerca de 30 expositores dão a conhecer e saborear bolos, compotas, geleias, licores, etc. Nada melhor do que para compensar da acidez da vida tomarense mergulhar nestes petiscos e doces da região.
Fonte: O Templário.

1880. PROCESSO DE GAMELIZAÇÃO EM CURSO

José Vitorino, candidato derrotado à Camara de Tomar, vai receber o prémio "pelouro do urbanismo". Para quem não serve para presidente de Camara não está mal. Mas não foi com este veredor do PSD (na altura...) José Vitorino que houve um problemaazito com projectos, votações e IGAT?...

1879. 2000

Aproxima-se o post 2000. O que fazer com ele? E fazer alguma coisa ou não fazer nada? Deixar que um número seja apenas um número.

1878. SIMBOLISMOS FATAIS (2)

Esta noite a hora atrasou. Passámos a viver 60 minutos antes. Em Tomar, a hora atrasou muito mais que uns míseros 60 minutos.

1877. SIMBOLISMOS FATAIS (1)

No exacto momento em que PS e PSD retiram para as gamelas repectivas do panelão autárquico o que quinhão de orçamento, motorista e enacho João Salvador pede a liquidação total. Fatal simbolismo. Agora, que PS e PSD queriam convencer Tomar que uma nova erade alegria, prosperidade e bem-estar vinha a caminho, eis a desmancha prazeres da economia real a fazer das suas. O Nabantia sugere desde já os membross da futura Comissão Liquidatária:
Pedro Marques
António Paiva
Corvelo de Sousa
Miguel Relvas
Luís Ferreira
Hugo Cristovão.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

1876. NEGÓCIO FECHADO

Depois de terem enganado os tomarenses fazendo de conta que concorreram em listas próprias e com projectos alternativos, o PS e o PSD de Tomar fecharam o negócio dos lugares, das nomeações, dos tachos e dos negócios. Este bloco central à tomarense consegue exceder as piores expectativas sobre a promiscuidade dos poderes autárquicos que vem fazendo do poder local nos últimos anos umas das maiores desilusões da democracia portuguesa. PS e PSD encobrem-se um ao outro no Estado, nas empresas do Estado, nos poderes institucionais, nas autarquias. Empregam-se e protegem-se uns aos outros em pequenas maçonarias de vão de escada. Fazem da política um jogo de sombras, onde o eleitor é um pormenor decorativo. Para o PSD foi fácil meter o PS no bolso. Para o PS convém distribuir uns empreguitos que a crise toca a todos. Tomar pode esperar. Daqui a quatro anos lá teremos os dois partidos com dois novos candidatos, com duas novas listas, com dois novos programas, com duas novas amnésias, jurando por quem for preciso que os quatro anos que entretanto vão passar foram apenas uma ilusão de óptica.

1875. LAVAGEM AO CÉREBRO

Anabela Freitas toma posse na Assembleia da República
Anabela Freitas, PS, tomou posse, na passada segunda-feira, como deputada na Assembleia da República.

Anabela Freitas toma posse na Assembleia da República
Anabela Freitas, PS, tomou posse, na passada segunda-feira, como deputada na Assembleia da República.

Anabela Freitas toma posse na Assembleia da República
Anabela Freitas, PS, tomou posse, na passada segunda-feira, como deputada na Assembleia da República.

Fonte: Cidade de Tomar.
Fonte: Cidade de Tomar.
Fonte: Cidade de Tomar.

Safa.
Safa.
Safa.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

1874. MAIS UMA PERDA

O fim da Associação de Defesa do Folclore da Região dos Templários está na base da não realização do “Mercado 1900”, iniciativa anual que habitualmente tinha lugar em Outubro na Praça da República em Tomar. Aquela associação foi extinta com a intenção de ser substituída pela Associação de Artes e Ofícios Tradicionais, Folclore e Turismo Lisboa e Vale do Tejo, que abrangesse a área correspondente à Entidade de Turismo, ideia que até agora não passou do papel. Sem uma estrutura organizativa e apesar da boa vontade dos ranchos folclóricos do concelho de Tomar, o “Mercado 1900” não foi concretizado. A iniciativa constava da evocação de um mercado em 1900 e incluía animação com tocadores de harmónio e concertina, cantares ao desafio e bailarico. Assim se vão perdendo os valoes, a identidade ancestral, a diferenciação cultural, que dão sentido e corpo às comunidades que constituem o todo nacional.
Fonte: O Templário.

1873. AGRADECIMENTO

O Nabantia agradece a O Templário o destaque que teve a bondade de dar na sua edição de hoje aos posts de balanço das últimas eleições autárquicas em Tomar. É mais uma responsabilidade acrescida em tão debilitados ombros blogueiros, que apenas espero honrar com humildade, com português médio sem aspirações de erudição ortográfica, com autenticidade perfeita, isto é, daquela que até erros comete e, sobretudo, com muita liberdade. Obrigado.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

1873. ROSA DIAS RETIRA-SE


Ao fim de mais de 25 anos de actividade autárquica em Tomar, António Rosa Dias abandona a política para se dedicar à família e ao Sporting de Tomar, clube do qual é presidente. Na última reunião do Executivo Camarário neste mandato, Pedro Marques apresentou uma proposta de louvor público a Rosa Dias “pelo seu trabalho e dedicação à causa pública, que, durante estas últimas décadas, enquanto Vereador, prestou a Tomar e aos Tomarenses”. A proposta foi aprovada por unanimidade. António Rosa Dias tem 67 anos e é professor reformado. Iniciou em 1984 a longa carreira autárquica como vereador da CDU na Câmara de Tomar. Em Setembro de 1984 tomou posse como vereador, tendo assumido até finais de 1985 os pelouros da saúde, deficientes e terceira idade e em 1988/1989 o pelouro dos serviços de higiene e limpeza, sendo ininterruptamente vereador até Janeiro de 1994. Voltou a ser eleito vereador no mandato de 1998-2001, tendo desempenhado temporariamente o cargo em regime de permanência, com o pelouro dos serviços de higiene e limpeza, cemitérios e parques e jardins. No mandato iniciado em 2005 e que agora vai terminar, voltou a ser eleito vereador mas agora pelos Independentes por Tomar. Como atleta, representou as equipas principais de futebol do Belenenses, da Matrena, do Fátima e do União de Tomar, durante várias temporadas. Participou activamente no movimento associativo, tendo sido eleito e reeleito, por vários mandatos, presidente da direcção do Sporting Clube de Tomar, cargo que actualmente desempenha. Foi professor no ensino preparatório durante mais de 32 anos, tendo também desempenhado funções directivas e sindicais. A proposta aprovada refere que Rosa Dias “no exercício das funções autárquicas, enquanto Vereador, procurou sempre, com o rigor, a capacidade política e o sentido de responsabilidade e de serviço público, que sempre lhe foi reconhecido, servir, de forma abnegada e desinteressada, Tomar e os Tomarenses”. Há cerca de um ano “O Templário” publicou uma entrevista com este autarca onde já apontava a decisão de abandonar a política.

Fonte: O Templário.
(Foto)

1872. PELOS CAMINHOS DE PORTUGAL (157)


O caminho português de Santiago foi percorrido desde a idade média por milhares de peregrinos, entre os quais se contam o monarca D. Afonso II, a Rainha Santa Isabel e o rei D. Manuel I. O livro "A grande obra dos caminhos de Santiago/Iter Stellarum" editada em espanhol e em português e dirigida por Francisco Rodríguez Iglesias, recorda que, em 1219 el-rei D. Afonso II "foi a Santiago implorar a cura de uma grave doença que o importunava, provavelmente uma variante de lepra". A obra descreve, também, a viagem da Rainha Santa Isabel, que peregrinou até à capital galega em 1325, ano da morte do marido, el-rei D. Diniz. Já viúva e com 51 anos de idade, "fez grandes ofertas à catedral de Santiago, nomeadamente preciosas alfaias litúrgicas e, em consideração à sua pessoa, o Arcebispo local ofereceu-lhe um bordão e uma esportela de romeira de São Tiago". O livro em três volumes, que incluiu textos dos investigadores portugueses Carlos Alberto Brochado de Almeida, João Gomes de Abreu de Lima e Lourenço António Gorjão de Almeida e Silva, conclui que "foi possivelmente animada com os resultados da Peregrinação que a Rainha Santa deixou no seu testamento uma considerável verbas para apoiar hospitais e albergarias do reino de Portugal".

As viagens régias ao túmulo do apóstolo na Galiza incluem a de D. Manuel I que ali foi em 1502, com 33 anos de idade e sete de reinado. Na catedral ofertou uma lâmpada de prata para que estivesse sempre acesa e para isso instituiu rendas na Galiza compradas e pagas pelo almoxarifado de Ponte de Lima. De regresso, visitou a cidade de Braga e a sua vetusta Sé Catedral. O sacerdote, historiador e professor universitário, José Marques, da Arquidiocese de Braga defende, num trabalho intitulado "O culto de S. Tiago no Norte de Portugal", que "os reflexos, marcas ou consequências da devoção e do culto jacobeus nas terras a sul do rio Minho são muito anteriores ao início e consumação do processo de independência de Portugal". "Nessa altura já aí tinham surgido diversas paróquias com S. Tiago como orago ou padroeiro celeste, por certo, expressão da devoção e culto, que continuaram a crescer, mercê do fluxo das peregrinações populares, com a participação de nobres e clérigos e até, em casos raros, dos soberanos", escreve. A obra passa em revista as "antigas manifestações devocionais, tanto anteriores como subsequentes à autonomia política de Portugal, e não olvida os caminhos portugueses de peregrinação a Santiago". Evoca "a estrutura viária, com toda a riqueza dos seus aspectos arqueológicos, artísticos, económicos e culturais", e o "impacto religioso e social do culto e das peregrinações, no norte de Portugal", ao longo dos séculos. O documento recorda que o caminho de Santiago conseguiu "a valorização das regiões afins", sublinhando que se trata de "um fenómeno histórico de longa duração, que, não obstante a diversa amplitude das inevitáveis oscilações, constitui um poderoso elo de ligação entre Portugal - em especial da sua parte norte - e Santiago de Compostela, capital que é da Galiza".

Fonte: Lusa.

1871. BALANÇO (9): A PEQUENA REVOLUÇÃO

Estas foram as últimas eleições autárquicas antes da aplicação da regra da limitação de mandatos prevista na lei para 2013. Quer se queira quer não, uma nova geração de autarcas será eleita em 2013. No caso de Tomar, desde logo quase metade dos presidentes de Junta ora eleitos será substituída. A crise que o país vive vai projectar os seus efeitos ecconómicos e sociais nos próximos quatro anos, limitando tudo e todos. Serão quatro anos difíceis. Boa sorte, Tomar!

1870. BALANÇO (8): OS CONDENADOS

O PSD ganhou as eleições e teve um mau resultado. De 9 825 votos, correspondentes a 42,5 % em 2005, passou para 7959, correspondentes a 34,96% e com menos um vereador e perda da correspondente maioria absoluta. Um trambolhão. Mesmo assim mais 744 que nas legislativas de Setembro. Perdeu António Paiva, o presidente sombra que não se esqueceu de lembrar os tomarenses que era a obra dele que estava em julgamento eleitoral, com uma habilidade política mais parecida com a largada de um elefante numa loja de porcelana. Já tem o seu julgamento. Perdeu Corvelo, o candidato acidental, sem obra, projecto nem ideia e, sobretudo sem capacidade política para mobilizar e desenvolver. E perdeu Miguel Relvas, que rapidamente entrou um amuo institucional, somando segundo vexame político depois do terramoto das legislativas. Perdeu, sobretudo Tomar, que assim ficou entregue a grupo de condenados políticos sem maioria absoluta que têm quatro longos anos pela frente para pagar dívidas, pedir mais dinheiro emprestado e negociar permanentemente cada alínea de programa. Pela gestão incompetente que fizeram merecem esta provação. Tomar é que não merecia. Mas lá está: em democracia a responsabilidade pelo voto é de quem vota. Não se queixem.

1869. BALANÇO (7): A FORMIGUINHA TREPADEIRA

O PS perdeu as eleições, mas com um resultado menos mau do que o que muitos previram. Obtiveram 4756 dos votos, ou seja, 20,89%, elegendo dois vereadores e tornaram-se a segunda força partidária, ultrapassando a dissidencia de Pedro Marques. Nada mau. Esfumaram-se os 7599 votos das legislativas, correspondentes a 30,54% de Sócrates, mas recuperaram 606 votos e 3,80% dos votos em relaçõ a 2005. Pequeno, mas aumento. E simbólica a recuperação do segundo lugar. O PS fez uma campanha longa, algo errática, com excesso de propaganda e nem sempre com mensagem apropriada. Qual formiguinha trepadeira, passo a passo, sorriso a sorriso, simpatia a simpatia, desde Janeiro no terreno, José Vitorino acaba por registar uma meia vitória pessoal neste resultado. Veremos o que vai fazer com ele.

1868. DUPONT & DUPONT

Quando toca ao respeito pelo voto dos cidadãos eles são todos diferentes mas todos iguais. Hugo e Miguel só para presidentes. Há gente verdadeiramente predestinada... Valha que ao menos não escondem e nessa medida ninguém se pode queixar que votou ao engano, já que eles próprios tratam de anunciar do que a casa gasta.

1867. A DEPUTADA EMPRESTADA

Anabela Freitas, graças às regras que tanto descredibilizam a autenticidade da representação eleitoral na democracia portuguesa, chegará finalmente ao Parlamento por empréstimo, com a provável partida de Lacão para o novo Governo. Mas haja decência: não chamem à senhora a "deputada de Tomar". O círculo eleitoral de Tomar não existe e para mistificações políticas já basta a o que basta.

1866. E DA "B"? QUANTOS?

O Instituto Politécnico de Tomar registou na última semana o seu primeiro caso de gripe A. Já agora: e quantos casos das outras gripes, alguém os contou?... Que paranóia que vai para aí, safa!

1865. TAMBÉM IMPERDÍVEL

Foi inaugurada no domingo na galeria da Câmara de Tomar uma exposição de 27 esculturas e 33 medalhas do escultor José Aurélio, de Alcobaça. A mostra estará patente até dia 31 de Dezembro, apresenta trabalhos de diferentes fases da vida do artista, mais de 20 trabalhos feitos em bronze, calcário, aço, ferro e mármore. José Aurélio é autor do monumento ao General Humberto Delgado na Cela Velha e do Arco de Cister. A exposição pode ser visitada de quarta-feira a domingo, das 12 às 17 horas.

Fonte: O Templário.

1864. IMPERDÍVEL

Tudo sobre as eleições autárquicas de Tomar, num trabalho de Virgílio Alves.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

1863. BALANÇO (6): A "BRIGADA DO REUMÁTICO"

Os velhos independentes obtiveram desta vez 4552 votos, isto é, 19,99% dos votos. Contra 4889, ou seja, 21,2%, em 2005. Perderam porque perderam 337 votos. Perderam porque queriam ser os primeiros e foram terceiros. Perderam porque pediram a gula da maioria absoluta (descomunal delírio...) e tiveram uma dieta de minoria relativa. E perderam com um mau resultado porque tiveram menos votos e menos percentagem. Nem Mozart lobrigrou inspirar com o fulgor das suas partituras ou a misteriosa prodigalidade financeira da propaganda couché 90 gramas o que já todos perceberam não passar de uma ópera bufa. Para quem não sabe, desde já se esclarece (que mui penadas e sensíveis almas vagueiam por estas noites frias da lenda da Santa pelas ruas do burgo...) que o título deste post não pretende ofender. Ficou conhecida por "brigada do reumático" a corte de patentes militares que poucos dias antes do 25 de Abil foi garantir lealdade eterna ao Governo de Marcello Caetano, antes deste ir de boleia de Chaimite revisitar o Quartel do Carmo rumando daí à Portela. Estes velhos independentes não passam hoje de um mero partido caudilhista, representante de um pssado de decadencia e frustrações. Daqui não passarão até que o cansaço inexorável dos tempos o declare com a pouca pompa e a nenhuma circunstância que o momento merecerá. Apenas um voto sincero: que desta vez, quando cometerem a ousadia legal de apresentar as contas de campanha, e oh meu Deus, mas que enormes trabalheiras terá o mandatário financeiro para levar por diante tal empreitada... não mintam sobre donativos, não mintam sobre contas bancárias, e façam constar dos respectivos papéis justificativos todas as verbas efectivamente recebidas e pagas em actividades de campanha como manda a lei, ao contrário do vexame por que passaram em 2005. Quem, nem na pseudo-oposição sabe dar o exemplo como conseguiria convencer alguém que seria no poder que o faria, ali com tanto extracto à mão?...

1862. BALANÇO (5): O COSTUME

A CDU passou de 1396 votos, ou seja, 6% nas autárquicas de 2005 para 1667 votos, isto é, 7,2%. Eis uma bela ilustração prática do patético discurso de Jerónimo de Sousa na noite eleitoral. A CDU cresceu e aumentou a sua influência. 15 dias antes tinham dido 1359 votos, 3,75% dos votos. Bruno Graça valeu 271 votos. Como diria Lenine: "O que fazer?"... O costume, direi eu: continuar estes fulgurantes crescimentos e aumentos de influencia eleitoral até pelo menos às eleições de 2754. Confirmou-se a minha ideia sobre a campanha da CDU: os apontamentos bem passados a limpo no caderninho e é quanto basta. Prova-se outra coisa com Bruno Graça: a Gualdim Pais não chega para mais nada por si só do que para ser uma bela instituição cultural, recreativa, desportiva e social do nosso concelho. E já é muito bom.

1861. ANO VELHO, VIDA VELHA

Está marcada para dia 26, segunda-feira, às 17 horas a cerimónia de tomada de posse do novo executivo camarário de Tomar resultante das eleições autárquicas de 11 de Outubro.

1860. MACAU FELIZ

Os Quinta do Bill estão de partida para Macau onde vão actuar no Festival da Lusofonia. A actuação do grupo de Tomar será sábado, dia 24. Além dos Quinta do Bill e dos angolanos Mercado Negro, as bandas da Escola Portuguesa de Macau, o folclore de Goa, Damão e Diu, o sapateado, a percussão, a música de Macau e uma banda brasileira ajudam a animar as noites da festa entre 23 e 25 de Outubro, na zona das Casas Museu da ilha da Taipa. Participam dez expositores representativos de outras tantas comunidades de expressão portuguesa.

Fonte: O Templário.

1859. BALANÇO (4): O MINI BLOCO

O CDS passou de 777 votos, 3,4% dos votos em 2005, para 1210 votos , 5,35% dos votos em 2009. Sucedeu-lhe em relação às legislativas o mini-tornado político legislativas-autárquicas, que acossou também o Bloco. TV é TV, país é país. Sound byte é sound byte, votos é votos. Poderá ser lícito extrair a conclusão que Ivo Santos, o ex-JC, ex-CDS, ex-PSD e agora CDS outra vez angariou um pecúlio adicional de 433 votos, isto é quase a metade do independente sem partido José Lebre mostrou valer por si só! Lá sabia o importado santareno Herculano por que razão convidou José Lebre antes de receber instruções da capital para recrutar Ivo Santos. Apesar de tudo, 433 votos, não pode deixar de se considerar um feito para quem abriu o seu coração aos tomarenses a dois meses de eleições, confessando que será presidente da Camara, só não sabe é quando. Pois bem, ponha-se muitíssimo "quando" nesse desiderato... O resultado do CDS acaba ironicamente por ser um desaire colateral de Miguel Relvas, que contava com um dócil e colaborante vereador para disfarçar a maioria relativa mais que certa que estava na calha. Os cartazes de propaganda iniciais eram graficamente assustadores, a mensagem política era bem "dossierada" (não foi em vão que se serviu o PSD na Camara durantes tantos anos...), mas faltou também a chama que nem o plasticínico Portas lhe conseguiu transmitir por osmose em duas passeatas de rua. E atenção: Ivo não se pode queixar. Portas decidiu meter toda a carne no assador por ele, visto que até o programa de Governo para as legislativas veio oferecer a Ivo no hotel dos Templários! Ivo só tem de se queixar de si próprio. O seu percurso político não convence nem lhe gerou credibilidade. Confesso, por fim: o blogue, inicialmente primitivo foi melhorando substancialmente com o tempo..

1858. BALANÇO (3): O REGRESSO ÀS ORIGENS

O Bloco de Esquerda teve 829 votos, ou seja, 3,24%. Ou seja, deu enorme trambolhão dos 2.095 votos e 12,3% das legislativas apenas 15 dias antes. Mesmo assim subiu ligeiramente dos 666, 2,9% dos votos de 2005. António Carlos Godinho fez uma campanha modesta, sem rasgo, coleccionando tudo o que os outros candidatos diziam para um dia poder vir a reivindicar a paternidade da ideia. É fácil, é barato, mas como se viu não deu milhões. Propaganda fraca e graficamente confusa, discurso hermético sem conseguir tocar o eleitor, Tomar foi um dos inúmeos sítios onde ficou provado que nem todos os partidos que existem nas televisões existem no país real. Gostei da ideia das bicicletas. Foi saudável e original. E faz muito bem aos bíceps e às pernas.

1857. MADEIREIROS

Rápida viagem à indústria madeireira de Tomar, através do Diário de Notícias, cujo link desde já agradeço.

1856. PRÉMIO JUSTO

A Escola Básica 1 dos Templários, do Agrupamento de Escolas Santa Iria, foi distinguida, com data de 6 de Outubro do corrente ano, com o Selo Europeu de Qualidade pelo Projecto “Conhecer a Europa através dos seus Mitos e Lendas” que desenvolveu ao longo dos últimos três anos lectivos.

1855. PELOS CAMINHOS DE PORTUGAL (156)


O Presidente da República, Cavaco Silva, vai inaugurar dia 11 de Novembro a exposição “Guerra Peninsular 1807-1814” que abre em Torres Vedras o programa das comemorações do bicentenário das Linhas de Torres, anunciou a autarquia. “Tivemos a confirmação do senhor Presidente da República na inauguração da exposição alusiva às invasões francesas no dia 11 de Novembro, feriado municipal”, anunciou o presidente da câmara, Carlos Miguel, na apresentação do programa das comemorações que decorrerão de 11 a 20 de Novembro. Comissariado pelo Bispo do Porto, D. Manuel Clemente, natural de Torres Vedras, o programa tem previsto durante este ano duas centenas de actividades em áreas como artes plásticas, carnaval, cinema, fotografia, gastronomia, literatura, música, teatro e desporto, a maioria delas vão realizar-se entre 11 e 20 de Novembro. “É um programa vasto e ambicioso”, afirmou o autarca, que não deixou de sublinhar a escassa importância dada pelo Estado a este acontecimento histórico. Sentimos o facto de não haver uma iniciativa do Estado para este bicentenário. É uma data demasiado importante para o nosso futuro colectivo e para a promoção do produto turístico Linhas de Torres”, disse Carlos Miguel.

Do programa destacam-se um encontro internacional de aguarelas alusivo à temática das Linhas de Torres, exposições de artes plásticas, residências artísticas, um ciclo de cinema, bem como colóquios e conferências temáticas, um concurso fotográfico, mostras gastronómicas e jantares com ementas da época, publicações de livros e provas desportivas. No plano literário, estão previstas recitações, um concurso de leitura e encontros com escritores, estando já confirmadas as presenças de Vasco Graça Moura, Mário Cláudio e Ana Maria Magalhães. Espectáculos de música preenchem também os nove dias das comemorações, sendo de destacar o concerto “O ideal comum” de Nuno Côrte-Real. Como forma de transportar o público até há duzentos anos atrás, vão ser feitas recriações históricas ao longo das comemorações, procurando retratar o quotidiano da guerra e também dos cidadãos que viveram à época.

Dom Manuel Clemente, que encerra o programa do bicentenário ao presidir a uma “missa de requiem”, considerou que “as Linhas de Torres ganharam celebridade em toda a Europa e levaram a nossa terra além da sua geografia”, afirmou. Linhas de Torres Vedras foi nome dado ao sistema defensivo, do qual fazem parte os 152 fortes que há 200 anos permitiram defender a cidade de Lisboa das tropas francesas de Napoleão pelo exército luso-britânico comandado pelo General Wellington e que se encontram espalhados por diversos concelhos, de Torres Vedras a Loures e Vila Franca de Xira.

Fonte: Lusa.

1854. PEDIDO DE DESCULPAS

O Nabantia pede desculpa ao ilustre causídico João Henriques Simões, que involuntariamente confundiu com o comentador dos posts escritos sobre a nomeação de Carlos Trincão para as comemorações dos 850 anos da fundação da cidade de Tomar. Desde já reencaminha todas as considerações feitas ao efectivo comentador.

1853. O DIA DA SANTA


O dia é dedicado a Stª Iria, Mártir.

1852. PARABÉNS!

A Rádio Cidade de Tomar comemora hoje o eu 20º aniversário. O Nabantia felicita a Rádio e todos quantos nela trabalha. Trata-se de uma instituição de comunicação social referencia no concelho de Tomar e deseja-se que continue a cumprir a sua missão fe formar, entreter, divertir e informar por muitos e bons anos.

1851. RECOMENDAÇÃO DE LEITURA




"abril 27, 2006

Em Breve ...

Em Breve vamos ter aqui documentos e intervenções de interesse do nosso deputado municipal Carlos Trincão.

Publicado por carlos_miguel_faria em 09:46 AM Comentar (0)"

Resta esperar que não seja idêntico o balanço futuro a fazer da actuação de Carlos Trincão na comissão da comemoração dos 850 anos da fundação de Tomar...

(Foto)

1850. BALANÇO (2): APLAUSO CÍVICO

José Lebre, que foi a boa e inesperada novidade desta campanha, teve 736 votos, ou seja, 3,23 % dos votos para a Camara. Uma advertencia prévia: o Nabantia não participa da demencia política dos derrotados vencedores, daqueles que ganham quando perdem e que ganham quando ganham e que ganham quando empatam. Pode, claro, ganhar-se e perder-se com um bom ou um mau resultado. Ora, José Lebre perdeu e o movimento que representou na sua candidatura também. Mas perdeu com um bom resultado. Para ganhar teria de ter sido eleito vereador. Foi prejudicada esta candidatura pelo facto de não ter concorrido à Assembleia Municipal (contas de outro rosário a que talvez ainda aqui voltemos um dia, pelo que o episódio demonstra de como o sistema legal e judiciário português favorece promíscua e descaradamente a pouca vergonha). Sem poder dispor do misterioso bezerro de ouro que despudoradamente alimentou a faraónica campanha de Pedro Marques, com poucos recursos, sem máquina partidária ou aparelho de reformados todo-o-terreno disponível para acções de comandos, fez, a nosso ver, uma excelente campanha: dando-se a conhecer aos tomarenses, com genuinidade e com alma, com paixão, com projecto, com ideias, com capacidade política de combate com os demais concorrentes e, sobretudo, com a coragem de dizer o que muitos pensam mas por conveniencia omitem. O resultado obtido permite-lhe pensar, se assim estiverem os TPL pelos ajustes, no início da construção de um projecto para 2013. Muita água correrá até lá debaixo das pontes. Veremos o que acontece. Numa palavra: O Tomar Em Primeiro Lugar e José Lebre merecem um aplauso cívico, aliás, justificadamente estendível a Isabel Miliciano, entusiasta inquebrantável deste projecto.

1849. FEZ-SE LUZ

Belisquem-me por favor: "até em Tomar já há condomínios privados", acaba de revelar a um país atónito Fernando Nobre da AMI, no Prós & Sonecas de hoje. Que bom haver cidadãos destes tão atentos ao progresso do interior. Oh Dr. Corvelo, ... saia lá um apoiozinho para a AMI faxavor... Estranhamente ninguém parece ter reparado em tão retumbante Revelação no estúdio.

Jorge Ferreira
, no Facebook.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

1848. O FINÓRIO

Relvas respeita os eleitores que nele votaram para deputado municipal se outros eleitores que não votaram nele para deputado municipal fizerem dele presidente da Assembleia Municipal. Um finório de antologia.

1847. DA "NOJEIRA" E OUTROS CONTOS

O ilustre causídico João Henrique Simões classificou este meu post de "nojeira". É próprio dos meios paroquianos confundirem a crítica política com o acinte pessoal. Tenho tido oportunidade de explicar neste blogue que eu não faço essa confusão. Uma coisa é respeitar as pessoas, outras as suas decisões e actos públicos. Nada me move contra Carlos Trincão. Mas o ilustre causídico equivocou-se na leitura do post. Não era de Trincão que eu falava, mas de um acto político praticado nesta cidade, cujo significado é, a meu ver, o que descrevi. Não tenho propensão para a lamechice balofa. Não escondo nas mesas dos cafés as opiniões que emito em público. Não pratico o método da hipocrisia, tão do agrado dos sinecuras e dos calhambeques. Não digo uma coisa a um jornalista, para depois me desmentir quando sou apertado pelos chefes. Aliás, se há privilégio que tenho na vida é o de não ter chefes. Ao contrário de outros bravos e corajosos que gostam de armar ao pingarelho. Repito e mantenho tudo que disse no post. A aliança Relvas-Trincão, aliás, não surpreende verdadeiramente, para quem anda atento. É um negócio político típico dos que Relvas está habituado a fazer e dos que o Bloco, pese a retórica justicialista, adora celebrar. Como negócio político que é, é inteiramente criticável. Politicamente diz tudo sobre ambos. E o "que diz" é mau de mais. Continuo a desejar que não queira dizer também tudo sobre Tomar. Por que se quer, acho sinceramente, que deviam já convidar também o ilustre causídico para uma vice qualquer coisa da comissãozita. Que melhor maneira de contentar o penacheiro de toda a gente?... Quanto à substancia, aliás, muito mais importante, sempre deixo aqui uma sugestão. A empreitada dos 850 anos exige pompa, circunstancia, substância e projecção internacional. Julgo que poderíamos começar por convidar todos os professores de Tomar para participar activamente nas comemorações. As comemorações devem ser do povo, dos cidadãos, que fazem o dia-a-dia de Tomar. Não façam desta festa única outro desfile de facturas por pagar, de subsídios intermináveis, de auditorias por concluir, de acções judicias a marinar. Haja a grandeza de, ao menos, estar à altura do nosso passado.

1846. ARQUEOLOGIA BLOGUEIRA

Por amabilidade de Virgílio Alves julgamos, enfim, ter lobrigado com a misteriosa e difícil tarefa de detectar a presença da CDU de Tomar na internet nestas eleições autárquicas. Obrigado.

1845. BALANÇO (1): VAIA AO MAIOR PARTIDO DE TOMAR


Por contingencias de momento, que me afastaram da escrita, ainda não comentei o resultado das ultimas eleições autárquicas em Tomar. Fá-lo-ei. Como cidadão e eleitor, interessaram-me e disseram-me directamente respeito. Mas o tempo é sábio, faz assentar a poeira e ajuda à reflexão. Inicio a publicação do balanço com o qual pretendo encerrar também o tema. Não encerrar o comentário político local, que esse continuará, para tristeza de alguns, mas o resultado destas eleições, que marcam um virar de página. E quero mesmo começar com uma sonora vaia. Uma vaia ao maior partido de Tomar: o partido dos mais de 40% de cidadãos abstencionistas que decidiram que em sete pessoas não havia ninguém capaz de governar esta terra. Calem-se, doravante, por favor, durante pelo menos quatro anos. Não azucrinem. Não critiquem, não digam mal. Não chateiem. Vão dizer mal para o Entroncamento, para Ourém ou para Torres. Há que baste também por lá... Perderam o direito. É espantoso, depois de tudo o que se passou e de tudo o que se disse que ainda tenha aumentado o partido da abstenção e que ainda mais gente tenha desistido de decidir. Bem sei que em democrcacia o povo, diz-se, tem sempre razão e é soberano. Sê-lo-á, formalmente. Mas, substanciamente, o povo que se desinteressa e não vota, não tem, em meu entender, razão. Uma vaia, portanto, para o maior partido de Tomar, que fez com que Tomar passe a ter um presidente de Camara escolhido por pouco mais de vinte por cento dos cidadãos eleitores do concelho.

1844. UM ESCANDALO

Esta notícia que lemos no colega Sebastião Barros é um verdadeiro escandalo. Entregar as comemorações dos 850 anos da fundação de Tomar a Carlos Trincão é uma aberração política e um insulto a Tomar. E quem, oh gentes!, quem mais, oh gentes!, poderia almejar alcandorar-se a tão exigente operação de mediocridade política? Miguel Relvas, pois claro. Percebe-se agora muita coisa. Percebe-se por que Trincão não quis ser candidato a nada nas autárquicas. Percebe-se como é que Tomar chegou ao actual ponto de estagnação com política de mercearia rasca. Com tantos e tão ilustres vultos culturais de que Tomar pode orgulhar-se de ter no activo, embora desprezados pela cidade da geração dos políticos merceeiros, e que deviam ser chamados a protagonizar esse momento altíssimo de 2010, o que vemos? Trincão. Trincão é uma verdadeira mordidela dolorosa no orgulho tomarense. Pobre Gualdim! Pobre Convento! Pobre Castelo!Pobre terra! Em todo o caso, é justo reconhecer que pelo menos um progresso haverá. Passaremos da era do cavalo à desfilada pela Corredoura para a era do cicloturismo balofo da Alameda armado ao pingarelho pseudo-ambiental.

domingo, 18 de outubro de 2009

1843. RECORDAR OS PRINCÍPIOS

Uma história breve das feiras em Tomar, a propósito da Feira de Sta. Iria em curso.

1842. PARABÉNS!

Em 25 de Outubro de 1971, o Decreto-lei n.º 447/75 criou o Liceu Nacional de Tomar, hoje Escola Secundária/3 Santa Maria do Olival. Fará,assim, 38 anos no próximo dia 25 de Outubro de 2009. O programa das festas é este:


10:30h – Missa na Igreja de S. João Baptista;
12:30h – Almoço, na Escola (Homenagem aos docentes e funcionários aposentados nos dois últimos anos).
16:00 – Celebração da Escritura, formalizando a “Associação de Antigos Alunos do Liceu Nacional de Tomar/Escola Secundária/3 Santa Maria do Olival”;
16:30 - Apresentação do Grupo de Amigos da Escola Santa Maria;
17:00 – Espaço Musical/cultural.

As inscrições para o almoço devem ser feitas pelo telefone 249328360 até 19 de Outubro. Para mais informações, consulte a página da Escola http://www.esec-sta-maria-olival.rcts.pt/.

Fonte: Cidade de Tomar.

1841.

Via Hugo Cristovão, via António Rebelo, descobri finalmente isto. Paupérrimo. Muito pior que o blogue de Ivo Santos.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

1840. TEM TEMPO

Seja lá quando for, há tempo para todos os balanços. E tantos que há fazer...

1839. COMER BEM EM TOMAR

""Está oficialmente inaugurado o primeiro blog gastronómico do concelho de Tomar. O conceito é muito simples, todas as semanas visitaremos um restaurante diferente e colocaremos neste espaço uma ficha com as principais informações e ainda dois artigos de opinião. Não deixe de aparecer e deixar o seu comentário. Poderá ainda contactar-nos pelo e-mail: tomarsobreamesa@gmail.com . Coma bem, Tomar Sobre a Mesa." Como é evidente, já está linkado e felicita-se o inspirado autor desta iniciativa. Depois de uma indigesta comezaina autárquica que muita congestão vai causar nos próximos quatro anos, bem precisamos de aconchegar o estômago.

domingo, 11 de outubro de 2009

1838. TOMAR


VOTAR POR TOMAR!

sábado, 10 de outubro de 2009

1837. DIÁRIO (48)

Auto-citação: "no dia mais estúpido do calendário eleitoral português, o chamado dia de reflexão, como se houvesse dias marcados para reflectir (conheço alguma gente que nem com dia marcado é capaz de reflectir, enfim...)..."

1836. ESCLARECIMENTO

Sempre que pretendo aceder ao site do jornal Cidade de Tomar o meu computador é alvo de um "bombardeamento" de vírus. Tal deve-se certamente a qualquer fenómeno pelo qual o jornal não é responsável. Daí que tenham rareado as citações do Nabantia ao que naquele site se publica. Logo que a situação esteja ultrapassada, retomaremos o tratamento que gostamos de dar a tudo o que de interessante se publica em toda a imprensa nabantia.

1835. CARTAZES E MEMÓRIA

"A semana passada fui a uma tipografia em Tomar para orçamentar a edição de uma peça de teatro do Fatias de Cá e um amigo meu, que lá trabalha, comentou comigo que as listas concorrentes à Câmara andam a gastar dinheiro que nem doidos. Por exemplo, os outdoors (aqueles cartazes grandes que se metem nas rotundas com 3 metros por 8 e que em português se poderiam chamar “fora de portas” ou até “no olho da rua” que não é uma tradução tão bonita mas é mais expressiva) custava cada um 6.000€ (seis mil, sim). Claro que ele também se interrogava onde é que eles iam buscar tanto dinheiro, embora cá para mim a pergunta fosse mais transparente com “como é que eles ficaram de pagar a quem lhes paga os cartazes?”
Também na semana passada foram anunciados pela Câmara de Tomar os subsídios atribuídos às colectividades e associações culturais em 2009 (ao Fatias de Cá calhou um subsídio de 12.000€). Os vereadores da oposição fizeram declarações de voto grandes, eu não tive paciência para ler tudo, mas ainda tirei umas pelas outras que eles estavam a dizer mal da política cultural da Câmara, porque não apoiava como deve de ser a Cultura. É claro que os que fizeram as declarações de voto foram os mesmos que já estiveram a mandar na Câmara quando era o PS a mandar e, que tinham exactamente os mesmos critérios na atribuição dos subsídios (aliás, foram eles que os inventaram, com a ajuda do António Rebelo, que também quis ser candidato à Câmara, e do Carlos Trincão, que entretanto é mandatário do Bloco de Esquerda, ambos assessores do Pedro Marques, quando o Rosa Dias ainda era da CDU, a memória é uma coisa muita linda, malvado senhor alemão que ataca tanta gente)."

Carlos Carvalheiro
, n' O Templário.

1834. A BARRAGENZIZAÇÃO

"“O Templário” deu notícia de uma sondagem, que realizou acerca do aproveitamento da Albufeira de Castelo do Bode. Resultado: 97%, é da opinião que ela não está a ser aproveitada convenientemente. Isto mesmo, tem sido dito por inúmeras pessoas, muitas delas estrangeiras. Nenhum dos presidentes da Autarquia de Tomar depois do 25 de Abril, levou a sério a existência daquela albufeira em nenhum sentido. Como todos sabemos, as freguesias que foram espoliadas dos seus melhores terrenos, hortas, pomares, olivais etc., foram as últimas a ter abastecimento de água ao domicílio. Ainda hoje, em alguns casos “sabe Deus”. Os SMAS sabem de que estou a falar."

Guilherme Duarte, n' O Templário.

1833. MÚSICA PALIATIVA

Hoje, o Cine-Teatro Paraíso será palco do Concerto de Solidariedade "Dar voz aos que mais precisam", evento organizado pela “Outonos da Vida”, Associação para os Cuidados Paliativos e Dor Crónica do Médio Tejo, pelo Dia Mundial dos uidados Paliativos. O espectáculo, que arranca às 21h00, contará com as actuações dos seguintes artistas: Filarmónica Fraude, Quinta do Bill, Hyubris Dyonysyo, Ginkgo Biloba e Coro Misto da Canto Firme de Tomar.

Fonte: C. M. T.

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

1832. A POUCA VERGONHA DO PS

As Estradas de Portugal procederam à abertura do troço do IC9 entre Carregueiros e Vale dos Ovos ainda antes das 19 horas desta sexta-feira. Depois da falta de vergonha do PSD na Camara a fazer obras de última hora e propaganda eleitoral à nossa custa, temos o PS a concorrer no mesmo campeonato. Quando o candidato Vitorino disse no debate da Hertz que "temos o apoio do Governo" o deslize intolerável foi levado, entre risos da assistencia, à conta de brincadeira. Erro. Era a sério. O Governo de Portugal interfere directamente, inaceitavelmente, batoteiramente na campanha eleitoral de um concelho para dar uma forcinha ao partido que o apoia. Ao melhor estilo sul-americano... E quer o PS de Tomar dar lições de moral ao PSD! Estão muíssimo bem uns para os outros.

Fonte: Rádio Hertz.

1831. DELÍCIAS CORVELIANAS (2)

No mesmo jantar Corvelo apontou como caminho para os próximos quatro anos “proporcionar circunstâncias de emprego” e “criar condições para o investimento dos privados”. Era noite de confissões. Corvelo deu razão a todos quantos têm dito que até agora aconteceu precisamente o contrário! Fixe.

1830. DELÍCIAS CORVELIANAS (1)

No jantar de campanha desta semana, Corvelo de Sousa começou por destacar a união do PSD em Tomar. Acreditamos. Para já, os que contestavam saíram todos... está, assim, tudo unidinho em torno da mrediocridade restante.

1829. MENÚ

Sábado, dia 10 de Outubro:
Concurso de Atrelagem de Tradição organizado pela Feira Nacional do Cavalo, na Golegã.
Dia do Cliente LPM (Peugeot) em Tomar.
15h00: inauguração da loja de scooters P.C. Motos na Choromela, Tomar.
15h30: encontro de associados da Delegação Distrital de Santarém, da Associação Portuguesa de Doentes de Parkinson, em Abrantes.
21h00: Concerto de Solidariedade pelo Dia Mundial dos Cuidados Paliativos no Cine-Teatro Paraíso de Tomar, promovido pela Associação para os Cuidados Paliativos e Dor Crónica do Médio Tejo - Outonos da Vida

Domingo, dia 11 de Outubro:
Eleições autárquicas.
Feira de Artes, Coleccionismo e Velharias
na rua Serpa Pinto (Corredoura), em Tomar.

Terça-feira, dia 13 de Outubro:
15h00: Lançamento do livro de Poesia Infantil "A Natureza" (em formato digital) por Ana Freitas na Frequência Mágica em Tomar.
Apresentação da publicação “Tomar e os Templários” pelos alunos da Escola Básica 1 dos Templários, evocativa da morte de Gualdim Pais e da extinção da Ordem do Templo.

Quinta-feira, dia 15 de Outubro:
21h00 – Reunião geral de pais e encarregados de educação dos alunos da Escola Santa Iria, de Tomar.

De 16 a 25 de Outubro – Feira de Santa Iria em Tomar.

1828. DIÁRIO (47)

Há muitas perspectivas do mundo que nos cerca que nos escapam completamente no dia-a-dia. São os tais mundos paralelos que por vezes nem nos damos conta que existem.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

1837. IPT COORDENA JOGO VIRTUAL

Um jogo de computador, desenvolvido por um consórcio académico europeu, coordenado em Portugal pelo Instituto Politécnico de Tomar, vai permitir viajar num InterRail virtual pelo património de várias cidades europeias. O jogo, ‘TiE–Viajar na Europa’, será lançado quinta-feira e foi concebido com apoio da Comissão Europeia, envolvendo oito países. O jogo permite visitar virtualmente o património de cidades europeias como Praga, Génova, Estrasburgo, Cluj, Maribor, Plovdiv ou a vila portuguesa de Mação.

Fonte: Correio da Manhã

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

1836. HISTÓRIA DO RIBATEJO



Autor: Francisco Câncio; RIBATEJO LENDÁRIO E PITORESCO, Edição Comemorativa do Oitavo Centenário da Conquista da Região Ribatejana. Uma obra completa em 15 fascículos não encadernados, anos de 1946-1947. Importante estudo etnográfico do Ribatejo, escrito por um dos seus principais estudiosos. Disponível, por 150 euros, para qualquer interessado no indispensável D'Outro Tempo.

1835. NA DIANTEIRA DA CAMPANHA

O Nabantia recomenda a leitura do Tomar a Dianteira, onde se encontram já publicados inúmeros posts de análise da campanha eleitoral autárquica em Tomar. Análises aos cartazes, análises aos programas, análises aos candidatos. É sem dúvida um excelente roteiro para qualquer cidadão ficar com uma panorâmica geral do que está em causa. O autor pontua as suas descrições com juízos necessariamente subjectivos, com os quais nem sempre se concorda. Mas também penso que o autor não busca a unanimidade e por aqui, no Nabantia, preza-se muito a liberdade de expressão. Os tomarenses devem estar gratos ao serviço assim prestado pelo militante de Tomar António Rebelo.