sábado, 21 de novembro de 2009

1915. 21 DE NOVEMBRO DE 2007

Considerando o facto de em dois anos não ser possível, ainda, pesem todos os avanços da ciencia, assegurar uma vida em plenitude quer no aspecto físico, quer mental, vê-se a Gerência Nabantia na contingência de descansar um diazito desta lufa-lufa. O estado social também tem o direito de dar uma folguita aos blogues...

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

1914. PELOS CAMINHOS DE PORTUGAL (180)

A Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA) promove este sábado um dia de voluntariado para a recolha de sementes endémicas na floresta laurissilva dos Açores, um ecossistema ameaçado de que dependem várias espécies endémicas da Macaronésia. A iniciativa, que se vai concretizar através de um passeio pela floresta natural da zona nordeste de S. Miguel, insere-se nas comemorações do Dia da Floresta Autóctone e permitirá aos participantes contribuir para a preservação daquela zona. Durante o passeio, será também divulgado o trabalho realizado durante o primeiro ano do Projecto LIFE, Laurissilva Sustentável, que visa a recuperação e a conservação deste importante ecossistema. O viveiro está a ser implantado no concelho da Povoação, surgindo a iniciativa proposta para sábado como uma oportunidade de permitir à população contribuir para a recolha de sementes de espécies endémicas. O passeio terá início às 10:00 no Centro Ambiental do Priolo, na Reserva Florestal de Recreio da Cancela do Cinzeiro, e os participantes terão como missão a recolha de sementes de azevinho (Ilex azorica) e folhado (Viburnum tinus). Durante a tarde, a actividade decorrerá no Viveiro de Endémicas da Povoação, onde os voluntários podem colaborar na selecção e isolamento de plantas recém germinadas de faia-da-terra.
Fonte: Lusa.

1913. ODISSEIA DAS TAXAS! DESTAXIZAÇÃO JÁ! AS TAXAS UNIDAS SERÃO VENCIDAS!

Em Torres Novas as taxas servem para desenvolver. Em Tomar, as taxas servem para travar.

1912. ARREPIAR CAMINHO

Os IpTomar criticaram a Câmara Municipal no processo que envolve as comemorações dos 850 anos da fundação de Tomar. Pedro Marques garante mesmo que a autarquia já falou com Carlos Trincão nas costas da restante vereação: «Esse assunto nunca foi discutido connosco. O dr. Miguel Relvas, antes de ser presidente da Assembleia Municipal, não tinha legitimidade para ter contactos com Carlos Trincão... Por aquilo que sei, a Câmara Municipal também tem feito contactos com ele, que foi já indicado como o coordenador dos 850 anos. Este processo deve servir para unir e não para dividir. Trincão deve ser uma excelente pessoa mas não é de um casting para Grão-Mestre de que estamos a tratar. Impõe-se ao Dr. Relvas uma réstea de bom senso. Sinceramente, duvido.

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

1911. DOIS EM UM

Moradores e comerciantes das ruas Gil de Avó e Silva Magalhães incomodados com cheiros nauseabundos provenientes das sarjetas.

1910. ABRANTES HISTÓRICA

No próximo dia 27 de Novembro, a Biblioteca Municipal António Botto recebe a 7ª edição das Jornadas de História Local. Uma iniciativa da Associação Palha de Abrantes, através do CEHLA (Centro de Estudos de História Local de Abrantes), com o apoio da Câmara Municipal de Abrantes. Os trabalhos serão iniciados às 10h00 e terminam às 17h30. «Convento de S. Domingos: Primeiros dados sobre os trabalhos arqueológicos em curso» e «Propostas Municipais na Área do Património Local» são algumas das temáticas que constam do programa. Difundir o conhecimento da história de Abrantes e da região, saber mais sobre a história local e apoiar a investigação dos interessados neste sentido são alguns dos objectivos destas jornadas. A participação é gratuita, não necessitando de inscrição.

Fonte: Rádio Hertz

terça-feira, 17 de novembro de 2009

1909. JOSÉ AURÉLIO EXPÕE

O Núcleo de Arte Contemporânea de Tomar vai acolher dia 18 de Outubro, às 16:00 horas, a inauguração da exposição de escultura de José Aurélio, que apresenta trabalhos de diferentes fases da sua vida. A mostra vai estar patente na Galeria dos Paços do Concelho até dia 31 de Dezembro, apresentando um acervo composto por mais de 20 trabalhos feitos em bronze, calcário, aço, ferro e mármore.

Fonte: Diário Digital.

1908. IPT RESTAURA

A escultura policromada de São Francisco Xavier, pertencente à Sé Catedral de Santarém, foi restaurada nos laboratórios de Conservação e Restauro de Pintura e Escultura em Madeira Policromada do Departamento de Arte, Conservação e Restauro do Instituto Politécnico de Tomar (IPT). A intervenção decorreu no âmbito de um protocolo celebrado entre a Diocese de Santarém e o Politécnico de Tomar.

Fonte: O Mirante.

1907. PRAXE PROIBIDA E DEPRIMENTE

A praxe dos ovos podres voltou a Tomar. É proibido, é triste, é deprimente e é lamentável. O IPT tomará alguma atitude?

1906. PELOS CAMINHOS DE PORTUGAL (179) MENÚ DE ARTES

"Purgatório", de Martim Pedroso, é o espectáculo que abre esta quinta-feira à noite, no cine-teatro de Alcanena, a I edição do festival de arte contemporânea Materiais Diversos, que decorre até dia 29 em Minde, Alcanena e Torres Novas. Com quatro espectáculos internacionais em cartaz, dois deles estreias nacionais, o festival tem público garantido. O director artístico da Materiais Diversos, Tiago Guedes aposta muito no envolvimento da população local. Escolhendo por manifesto "O Festival Materiais Diversos é um grito no topo da serra mas adora o silêncio dos espectáculos", Tiago Guedes disse querer que "este grito desperte as pessoas e as deixe curiosas para o que vamos apresentar mesmo ao lado das suas casas". Sexta-feira à noite, no Centro de Artes e Ofícios Roque Gameiro (CAORG), em Minde, acontece a estreia nacional de "Magyar Tàncok", da coreógrafa húngara Eszter Salamon, um encontro da dança clássica e contemporânea com as danças tradicionais húngaras. Um pretexto para uma actuação do Rancho Folclórico do Covão do Coelho, na linha do envolvimento das associações culturais locais desenvolvida pelos responsáveis do projecto. Outro exemplo desse envolvimento é "Só os idiotas querem ser radicais", trabalho do jovem encenador e actor John Romão junto de adolescentes nas escolas do concelho, que será apresentado nas tarde de sábado e domingo, no cine-teatro de Alcanena, juntamente com "Era uma coisa mesmo muito abstracta", de Andresa Soares e João Lucas. Outro espectáculo internacional com estreia em Portugal é "L'Après-midi, um solo para Emmanuel Eggermont", de Raimund Hoghe, coreógrafo alemão que trabalhou como dramaturgo para Pina Bauch, agendado para sábado à noite, no Teatro Virgínia, em Torres Novas. Domingo à noite, o cenógrafo Luís Guerra apresenta, no CAORG, "Homenagem a Cristina de Pina", com a bailarina Tânia Carvalho, espectáculo partilhado com "Primeira impressão", de Marlene Freitas. Dias 23 e 25, Margarida Mestre apresenta nas escolas do primeiro ciclo "Tudo Gira", espectáculo construído a partir de poemas de Jorge Sousa Braga, que tem vindo a ser trabalhado com as crianças do concelho. Joana Bairros e Joana dos Espíritos apresentam "Fake", no cine-teatro de Alcanena, dia 24 ao fim da tarde, estando marcada para a noite a estreia de "Terroristas", a peça que a cenógrafa Cláudia Gaiolas encenou com a companhia de teatro de Minde Boca de Cena (repete dia 25). Outro espectáculo que envolve uma associação local é "A Portugueza", trabalho desenvolvido por Cão Solteiro & Vasco Araújo junto da Banda Filarmónica da Sociedade Musical Mindense e 20 amadores de Alcanena, a apresentar dia 26 à noite no cine-teatro de Alcanena. "De mim não posso fugir, paciência", de Tânia Carvalho é o espectáculo agendado para dia 27 à noite no CAORG. Dia 28 à tarde, André Murraças - "Um passeio" - e os britânicos Karine Décorne & Simon Proffitt - "Bwyd Sonique" - fazem sessões contínuas das suas performances no Museu de Aguarela Roque Gameiro, em Minde. À noite, o britânico Jonathan Burrows e o italiano Matteo Fargion trazem a Minde (CAORG) o "Both Sitting Duet", que já os levou a 24 países. O festival termina dia 29 com "Ela não é francesa Ele não é espanhol", com Inês Jacques, Eduardo Raon e a Xaral's Band. Um festival em grande que mostra iniciativa cultural e dinâmicas criativas no chamado interior de Portual. Um eemplo a seguir.

Fonte: Lusa.

1899. MANTA CURTA PARA TANTO PÉ...


Aqui e aqui e aqui e aqui aparecem os Independentes por Tomar a acusarem Corvelo de Sousa de hipocrisia. Compreendo: os tachos não chegaram para todos. Anjinhos...

1898. NOVO DIRECTOR DOS MUSEUS

O Ministério da Cultura diz que “não há ainda confirmação oficial quanto à nova direcção do IMC”, mas a nomeação de Brigola é, há já alguns dias, dada como certa nos meios museológicos. As mesmas fontes adiantam que o número dois de Brigola no IMC será Filipe Serra, licenciado em Direito e Mestre em Património Cultural pela Universidade Católica do Porto (UCP), um quadro com larga experiência de gestão cultural em organismos públicos, que exerceu diversas funções no extinto IPPAR e no actual IGESPAR e que integra actualmente o grupo de trabalho para a criação do Museu do Côa. A sua tese de mestrado – Práticas de Gestão nos Museus Portugueses – foi editada em 2007 pela UCP e recebeu um prémio da Associação Portuguesa de Museologia.

Fonte: Público.

1897. PELOS CAMINHOS DE PORTUGAL (178)

O Centro Nacional de reprodução do Lince-Ibérico, localizado em Silves, no Algarve, tem desde esta tarde mais três novos habitantes. Chamam-se Fado, Fresno e Fresa, vieram do Centro de reprodução de El Acebuche, no Parque Nacional de Doñana, no sul de Espanha, e juntam-se aos outros sete exemplares que já moravam em Silves.

Fonte: Lusa.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

1896. MENÚ

Hoje, realizou-se um Workshop “Plataforma Electrónica de Contratação Pública” no Edifício Pirâmide em Abrantes. Às 16h00 houve reunião entre os líderes das bancadas da Assembleia Municipal de Tomar e a Comissão da última Festa dos Tabuleiros. Às 17h00 reuniu a Conferência de líderes das forças políticas representadas na Assembleia Municipal de Tomar e deve estar a decorrer uma Conferência de imprensa pelos vereadores Independentes por Tomar Pedro Marques e Graça Costa na Casa Manuel Guimarães.

1895. FINALMENTE QUALQUER COISITA

Neste comentário alguém decidiu recauchutando de prosa ligeiramente mais suculenta, embora ainda empobrecedora, com mais verve do que a costumeira cassette, vir falar de continhas. Esclareça-se, pois, como prometido, pontinho por pontinho (reposta a vermelho):

"Não há duvida (falta o acento, não confundir com Assento do Supremo Tribunal de Justiça...) que é preciso muita coragem ao "dono" (as aspas estão a mais, visto que sou mesmo o dono) deste blogue para falar sob anonimato. (este assunto do anonimato já aqui o expliquei e reexpliquei, remeto para o respectivo post).
Quanto à sua prosa reveladora de um ódio de estimação (não tenho ódio de estimação por ninguém, limito-me a criticar no exercício de um direito constitucionalmemnte consgrado as posições dos outros, como admito que façam às minhas, confundir crítica com ódio releva de ciencia que não domino como a psiquiatria), cuja origem ou razão nunca explicou (falso, a explicação está toda no Acordão que, aliás não fui eu que redigi e onde está expressamente declarado que, entre outras coisas,"-Impossibilidade de confirmar que o GCE-IT tenha procedido ao encerramento da conta bancária especificamente aberta para efeitos da campanha eleitoral (onde parará a conta?...); -Os mapas de receitas e despesas da campanha eleitoral para as eleições autárquicas do concelho de Tomar apresentados ao Tribunal revelam despesas de €36.302,33 e não de €72.604,66, o dobro!!!, conforme o GCE-IT comunicou à AR (onde pára o excedente, estará com algum sobrinho suíço?...; ), ainda não nos esclareceu se tal "acordão" - que o não é, pois não é nenhuma sentença (ignorancia jurídica total, pois uma sentença é uma decisão judicial de um tribunal singular e um Acordão é uma decisão judicial tirada num processo julgado por um tribunal colectivo - posso recomendar vária bibliografia científica sobre a matéria para evitar disparates destes...) - teve resposta ou se sobre o mesmo já existe alguma decisão final de um orgão judicial (outra enormidade: o Tribunal Constitucional, se não é um orgão judicial será então o quê?, Será uma carvoaria ou uma filial da Casa das Ratas no Palácio Ratton?!!!!!!!...). Também não vislumbrámos qualquer ilegalidade, mas tão sómente (erro: advérbio de modo deixou de levar assento há muitos anos... também faculto gramática actualizada se fôr o caso...) meras irregularidades, nem sequer qualquer apropriação de dinheiros públicos. Para quem está tão bem informado, seria importante que nos esclarecesse (mais uma vez o destinatário do pedido de irregularides está mal dirigido, já que é o Acordão - desculpe lá turrice científica, que enuncia SETE VIOLAÇÕES DE LEI NAS CONTAS, INCLUINDO DINHEIRINHOS QUE ENTRARAM JÁ DEPOIS DE A CAMPANHA TER ACABADO...).
Como defende tanto a transparência (uf, até que enfim que aqui acertou...), esclareça-nos também, se afinal deve ou não haver alguma auditoria à Câmara (é para já: defendo a auditoria, sim, mas, surpeenda-se, defendo mais do que uma, defendo todas as necessárias a proceder a um levantamento das contas, dos deves e dos haveres que inclua a gestão de Pedro Marques e aí aí haveria muito que contar ai se havia...).
Não responda sem saber a opinião do seu amigo "Huguinho" (não tenho nenhum amigo chamado Huguinho, muito menos com as misteriosas aspas).
Mas continue (assim farei, assim farei...), pois apesar de achar que a muitos dos seus textos falta consistência e objectividade (a minha crítica aos seus já é outra, é pobreza vocabular e e atabalhoamento intelectual) e sobeja um tenedenciosismo negativista e subjectivo, ainda é um blogue que vale a pena ler e nos oferece alguma informação interessante (nesta parte resta agradecer, porque deve ser obra no meio de tanto disparate haver alguma coisita que se aproveite...).

Rematando: se quiser discutir ilegalidade sobre ilegalidade, uma a uma, das que se apontam naquele texto que não sendo um Acordão ninguém saberá o que é, estou ao dispôr. Por isso auditorias podem pedir as que quiserem. Mas cuidado, não vão sair no meio de tanta audiçõ com os deditos queimados...

1894. PODER

Até quarta-feira era apontado o nome de Nelson Carvalho (Abrantes) para próximo Governador Civil, mas acabou por confirmar-se o nome de Sónia Sanfona (Alpiarça). Lá se vão os socialistas acomodando...

1893. FADO

No dia 20 de Novembro de 2009 às 21:30, na Quinta do Falcão - S. Pedro - Tomar, há noite de Fados e Petiscos, uma oportunidade para despertar a atenção e informar a população da causa dos cuidados paliativos e ainda angariar fundos para a Associação. E quem vai lá fadunchar, perguntar´o meio ensonado leitor? Pois aqui tem: Ana Laíns, Manuel da Câmara Pereira, Dicha Noronha, Zizi Siqueira, Rodrigo Rebelo de Andrade, Matilde Cid Pali Cid, e António de Noronha, José Lebre e José Maria Lebre. O palitivo fica-lhe po módicos 10,00€. Saber mais: www.outonosdavida.pt ou pelo telefone: 960330073.

1892. PROTEGER O PATRIMÓNIO

De leitor devidamente identificado, recebemos o seguinte email:
"Proteja o Património
Ajude-nos a salvaguardar o Património.
Para alertar o IGESPAR de potenciais ameaças ao Património preencha este formulário.

A REFER, prepara obra de construção de um passeio pedonal, dentro da propriedade da Capela de São Lourenço em Tomar, vandalizando assim o Património Nacional e um local Histórico. Tanto quanto me foi possível aperceber, esta obra é para ser feita de imediato. Quando a guarda da Capela lhes disse que não podiam ali mexer sem autorização, ouvi-o como resposta "isso era antigamente". Estamos a falar de um Património composto por uma Capela, Nº IPA PT 031418110010, um largo com o Padrão de D. João I, Uma casa de Habitação do Guarda, situada na margem direita do Rio Nabão, lado esquerdo da Estrada Tomar / Lisboa, à saída da cidade. No lado direito encontra-se a Fonte de D. João I.
Com os melhores cumprimentos
A.Vasconcelos"

domingo, 15 de novembro de 2009

1891. OLÁ ODETE!

Olá Odete, bem aparecida!, agora ao que parece de arraiais bem assentes pelas terras do Demo de padre Amaro a construir uma vivenda geminada, sim senhores, pois que faz muito bem deixar-se tomar pelos bons ares do pinhal do Rei que salvou os Templários nos de Cristo. Por este andar e com tanto afã sherlockiano, ainda estragam aqui o Nabantia com mimos a mais... olhe fez muito bem em destomarizar um pedaço, faz mesmo muito bem, nem que seja para reoxigenação termal, já que por aqui nem hotéis de charme, nem termas de charme, nem política de charme, nem praias de charme, nem festarolas de charme. Mas pronto: não lhe bastou a prova de vida para resistir à ferroadita irresistível do mistério do curioso... vamos lá então rematar mais uma vez a questão. Não vale a pena atirar o barro à parede, nem sequer com as suas amigas, que não raro também empreendem saber mais do que aquilo que realmente sabem. Já uma vez o Nabantia teve de esclarecer quem não era, até para evitar aborrecimentos injustificados a terceiros.

Agora, percebeu o Nabantia que andou a menina Odete a tentear outra vez e cumpre voltar a dizer que está a tentear muito mal. O curioso também não é quem anda a cheiricar. "Se não fosse o senhor Sebastião dizer-me que o senhor do Nabância se tinha queixado da minha ausência nem me dava ao trabalho de escrever este texto mas a vida é assim temos de ter consideração pelos amigos de maneira que antes de começar a escrever dei uma apitadela para uma amiga tomarense a quem procurei quem é afinal esse senhor do Nabantia que nunca se identifica e escreve tão bem ao que ela me respondeu que só sabe que é professor no politécnico e gosta de tomar partido como o senhor Rebelo mas em mais resumido", ter-lhe-à desvendado. Politécnico e tomarpartido (o meio é pequeno, cara Odete, não vai propício a grandes Dan's Browns, mas mais a policiais de bolso para degustar no regional até à Gare do Oriente), cheira imediatamente a Jorge Ferreira, que segundo tenho lido escreve agora num dos hebdomadários à venda nos escaparates da sua inconfundível Clipneto, com uma coluna por acaso até bem esgalhada para a idiossincrasia local chamada "Levada da Breca". Se era isto que o padre desvairado de humanidade lhe veio inspirar nas noite do Lis, pois deixe-me desludi-lo que o inspirou muito mal. Erro. O curioso também não é esse. Continuaremos, pois, no mesmo ponto da questão. É a velha história do silogismo clássico:

os chineses são amarelos (verdade)
os eléctricos são amarelos (verdade)
logo, os chineses são eléctricos! (mentira...)

Erro, está claro. Pois vá tirar satisfações silogísticas à invocada amiga... que não tinha nada que lhe baralhar desta maneira o raciocínio folosófico, afinal o pai de todos os saberes. E vá dando notícias, que uma coisa o curioso confessa-lhe: adora farturas, mesmo daquelas que são incompatíveis com a gripe A, que, como já lhe devem ter dito por aí, é a única gripe que existe no mundo dos sobrevivos dos telejornais... A Odete por aí, fruindo-se da frondosidade do pinhal, este curioso por aqui, fazendo o que pode para fruir do mais que puder, continuaremos a viver o sentido das coisas para além das mesquinhezes vigentes. Com toda a consideração, creia-me...

sábado, 14 de novembro de 2009

1890. PELOS CAMINHOS DE PORTUGAL (177)

A celebrar o seu vigésimo aniversário, a Associação Cultural de Cascais destacou hoje o aumento de interessados na história do concelho e anunciou como prioridade dos próximos anos, desenvolver o projecto de requalificação da Villa Romana de Freiria. Situada em São Domingos de Rana, a Villa Romana da Freiria é um dos pontos de referência arqueológica da Associação Cultural de Cascais que, revelou hoje à Lusa um dos seus fundadores, José d'Encarnação, tem como principal objectivo “viabilizar o projecto para requalificação deste património histórico e da sua área envolvente”. José d’Encarnação alertou para os actos de vandalismo praticados nesta vila no início do ano e frisou que “a Villa Romana da Freiria não pode ser descurada e precisa de novos pólos atractivos de forma ordenada, para que seja valorizada”. Por este motivo foi elaborado um Plano de Pormenor para a área envolvente da Villa Romana de Freiria que prevê a “criação de redes de água e saneamento, bolsas de estacionamento, novas vias rodoviárias, espaços verdes, um complexo escolar, equipamentos desportivos, zonas de comércio e serviços, um centro interpretativo da zona e um pequeno museu de sítio”. Actualmente, na Villa Romana de Freiria, que antigamente seria uma vila agrícola, pode verificar-se a existência de ruínas em bom estado de conservação de termas (mais tarde transformadas em indústria), celeiros, lagares, casas com lareiras e um edifício com pelos menos um andar e que serviria como miradouro. A assinalar os 20 anos da Associação Cultural de Cascais, José d’Encarnação revelou ainda que o que mais o impressionou foi o crescente aumento do número de pessoas a aderir às iniciativas culturais, defendendo que isso prova um ”crescente interesse pela história e cultura de Cascais”. Nas jornadas do “Património de Cascais”, que decorrem hoje no Centro Cultural de Cascais vão ser debatidos temas como “Património vegetal de Cascais”, “Investigação sobre a Pré-história de Cascais” e “O Maravilhoso de Cascais”, entre outros.

Fonte: Lusa.

1989. MIMOS BLOGUEIROS (RÉPLICA)

O Hugo comete a gentileza da simpatia e o Nabantia, que, não omite a fraqueza de alguma vaidade... sempre preza o reconhecimento da humanidade e do bom viver como valores antepolíticos, reconhece, sucumbiu ligeiramente ao elogio (fraqueza humana que respeita igualmente no seu semelhante, como é o caso do Hugo, a quem, por muito que divirja politicamente e diverje sim, já devia ter felicitado pelo resultados do seu partido a 27 do nove e a 11 do dez). Mas tenho de ousar a verdade: onde ele nos últimos tempos tende a ver rancorosidade há apenas feitios de falar. Apenas. E uma conjuntura pessoal de assoberbamentos corriqueiros interterritoriais e intelectuais sortidos, vários, que tiram tempo para rodriguinhos e quase só deixam lugar para a crueza do arpão ideológico directo, que, quando passarem, validarão o que antecede. Se me permite algo mais pessoal (tenho, naturalmente para a troca...): da efemeridade política não tenho a cátedra, mas no mínimo aquela equiparação ranhozeca (cá estou eu...) de mestrados farinha amparo (cá estou eu...) a bolonhozices baratas para enganar tolos. Quem me conhece e são muitos felizmente, embora não o saibam, o curioso cuja identidade não interessa sabe que a assertividade não é sinónimo de mais do que isso mesmo e decidiu mesmo assim correr o risco do adjectivo injusto a trocá-lo pela falta de autenticidade e por aquele calculismo paroquialmente inconsequente e pachorrento das águas estagnadas, que já não há topete para aturar, sobretudo em Tomar. Agora, que anda aí Algures um certo aumentozito de postagens desde o 27 do nove e do 11 do dez, lá isso anda e ainda bem, que o entusiasmo, a alegria e os sentimentos positivos fazem bem ao orçamento da Dra. Ana Jorge e no sistema nacional de saúde provoca automática diminuição de custos (diminui os stress's...), que muitos Hugos, desde Arnaut continuam a julgar que é gratuito mas que todos pagamos... , lá isso, basta contá-los... Mas também sabe que quando acha que há por dizer, diz e pronto e segue o carrossel, que quem está, está, quem não está estivesse. Reafirmando, pois, o que já vai escrevinhado, não é à laia de manteigueiro que o curioso remata, escrevendo, que o Algures devia estar mais Aqures, porque Tomar precisa de muita coisa a começar por concorrencia e competitividade intelectual, de massa crítica para crescer fora dos relvados destruídos pelas falsificações de patos bravos à mercê de quem tem estado nas últimas décadas. E precisa aqui, não ali. Nem que seja para nos darmos depois umas valentes chibatadas políticas, que Tomar também precisa Aqures, para agitar águas e não Algures.

1988. PELOS CAMINHOS DE PORTUGAL (176)

O vinho Quinta do Vallado Douro 2005 foi distinguido como o melhor Touriga nacional no primeiro concurso de vinhos desta casta, promovido no âmbito do "Encontro com o Vinho", a decorrer a partir de hoje em Lisboa. O anúncio foi feito ontem ao final da tarde, pouco depois da abertura do evento, organizado pela Revista de Vinhos no Centro de Congressos da FIL, em Lisboa. O concurso, promovido pela primeira vez, contou com a participação de 62 vinhos totalmente produzidos a partir da casta Touriga nacional, considerada "a mais nobre das castas tintas portuguesas". Francisco Cabral, da Quinta do Vallado, explicou que o vinho vencedor foi produzido pela primeira vez, sendo obtido a partir de vinhas plantadas no início da década de 1990 nesta quinta, situada perto de Peso da Régua. O concurso é um dos eventos incluídos no "Encontro com o Vinho - Encontro com os Sabores", que decorre até segunda-feira e onde são esperados cerca de 15 mil visitantes. O evento, que vai na décima edição e reúne em mostra mais de 1500 vinhos, abriu portas ao público às 18:00 e conta com a presença de 350 produtores de vinhos e de produtos de gastronomia-gourmet, como queijos, azeites e enchidos. Um dos momentos altos do encontro decorre sábado, com uma prova conduzida por Peter Symington, produtor de vinho do Porto durante 45 anos, que levará os participantes numa viagem por dez dos seus melhores “vintage”.


Fonte: Lusa.

1987. DEPRIMÊNCIAS

O nosso ilustre e sempre filologicamente correcto e irrepreensível Tomar a Dianteira, hoje, aliás, expondo apetitosa e suculenta carecada sobre a propaganda camarária acerca do outrora Estádio de Tomar, continua a estar muito bem informado sobre as sanfonices do bloco central nabantio alargado. E para que, em terras de línguas de fel criminosamente desateizonado por seculares invasores de betão, não me venham já chatear a molécula com as intriguices do costume, desde já reconfirmo que é daqueles, raros, que o Nabantia lê sempre com gosto, às vezes com gáudio, outras com gozo, outras ainda em pose de reflexão, já que animais racionais são animais mas dotados de razão e não é só para pôr chapéu na cabeça. Não raro, obviamente, com profundas discordâncias. Agora, um desabafo: o Nabantia, há uns bastos anitos, coisa para década, vá, já andou pelas políticas (vá lá, hoje estou um mãos largas...) e uma das coisas mais deprimentes que por lá encontrou foi a dos cruzamentos da gestão das decisões e das relações e das motivações políticas com as mesquinhezes individuais das naturais e pequeninas ambições humanas. Ganhava o Américo e ganhava o Sebastião e ganhava até a entretanto misteriosamente e subitamente desaparecida para parte incerta Odete das Farturas (onde é reabriu a barraquinha?...), em perder menos tempo com essas deprimências e galgá-las mais amíude em substância séria e de fundo. Saudações blogásticas, caro Dianteiro!

1986. OS ECOS EMBRUXADOS

Neste post está publicado um comentário exactamente igual a um "outro" comentário também publicado neste post. Isto mostra bem que os IpT têm uma central de textos prontos a comer que disparam das agulhetas de palavras tipo "lavagem ao cérebro estalinista" como era moda soviética de formatação cerebral para as verdades oficiais. E demonstra que os IpT não argumentam, debitam. Não se vislumbra uma justificação. Não se consegue topar com um fundamento. Em vão se descobre uma razão para a gravidade das ilegalidades apontadas por Acordão de Tribunal. Zero. Talvez devessem ter percebido que é justamente esse o busílis da questão. Muita bílis, pouca política. Tiveram a prova. Quanto ao mais, quando e se vierem argumentos, cá estaremos para demonstrar, um a um, porque não servem os IpT para governar Tomar, que ilegalidades cometeram, que violações de lei não tiveram pejo em exercitar. Sempre ao dispôr. Já agora, se vier o terceiro comentário igual aos dois anteriores, ele será obviamente publicado num blogue livre como este se preza de ser, mas já não terá o merecimento de um vocábulo adicional que seja. Que o blogue é livre, ah pois é, mas não perde tempo com defunta política. O povo também achou.

Post-Scriptum: o sortido do lettring explica-se pela necessidade de compensar a aridez de brincar aos carrinhos de choque com triciclos dos filhotes da D. Adozinda.

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

1985. SEXTA-FEIRA, 13


A superstição de hoje pode ter tido origem no dia 13 de Outubro de 1307, sexta-feira, quando a Ordem dos Templários foi declarada ilegal pelo rei Filipe IV de França; os seus membros foram presos simultaneamente em todo o país e alguns torturados e, mais tarde, executados por heresia. Outra possibilidade para esta crença está no facto de que Jesus Cristo provavelmente foi morto numa sexta-feira 13, uma vez que a Páscoa judaica é celebrada no dia 14 do mês de Nissan, no calendário hebraico. Recorde-se ainda que na Santa Ceia sentaram-se à mesa treze pessoas, sendo que duas delas, Jesus e Judas Iscariotes, morreram em seguida, por mortes trágicas, Jesus por crucificação e Judas provavelmente por suicídio. Além da justificativa cristã, antes disso existem duas outras versões que provêm da mitologia nórdica que explicam a superstição. Na primeira delas, conta-se que houve um banquete e 12 deuses foram convidados. Loki, espírito do mal e da discórdia, apareceu sem ser chamado e armou uma briga que terminou com a morte de Balder, o favorito dos deuses. Daí veio a crendice de que convidar 13 pessoas para um jantar era desgraça. Há também quem acredite que convidar 13 pessoas para um jantar é uma desgraça, simplesmente porque os conjuntos de mesa são constituidos, regra geral, por 12 copos, 12 talheres e 12 pratos.

Seja como fôr, alguma coisa ou muita coisa aconteceu.

1984. IGESPAR, NOVO DIRECTOR

Gonçalo Couceiro é o novo director do Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico (IGESPAR) cargo deixado vago por Elísio Summavielle, quando assumiu o cargo de secretário de Estado da Cultura, a 28 de Outubro. O anúncio foi feito hoje pelo Ministério da Cultura. Gonçalo Vasconcelos dos Santos Couceiro ocupava até agora as funções de director Regional de Cultura do Algarve, nas quais será substituído por Dália Paulo. Licenciado em História da Arte pela Universidade Nova de Lisboa e mestre pela École Pratique des Hautes Études (Sorbonne), engenheiro electrotécnico pelo Instituto Militar dos Pupilos do Exército, Gonçalo Couceiro foi de 1996 a 2005 consultor para os Assuntos Culturais da Casa Civil da Presidência da República. Para o lugar que Gonçalo Couceiro ocupava no Algarve foi designada Dália Paulo, que desde 2002 era a chefe da Divisão de Museus da Câmara Municipal de Faro. Dália Paulo é licenciada em História (variante de Arqueologia) pela Universidade de Coimbra, mestre em História da Arte pela Universidade do Algarve, com uma pós-graduação em Arqueologia Romana pela Universidade de Coimbra.

Fonte: Lusa.

1983. Ó-Ó

Boa questão: além dos casos já lamentáveis e conhecidos de dormir na rua, poderá o cidadão desprevenido que decide aventurar-se à Templária alvitrar-se: e onde dormir? Aqui no Nabantia não quero que lhe falte nada. Eis o roteiro do Luís. Basta-lhe... Descobrir Tomar. Com este Outono fingido, opções para não ter de encontrar agulha em palheiro (quarto no excelente Templários) não faltam. Cómodas e acessíveis.

1982. PELOS CAMINHOS DE PORTUGAL (175)

A Associação Empresarial da Região de Santarém (Nersant) quer alargar o projecto de sensibilização das crianças para o empreendedorismo a 15 escolas do distrito, estando em negociações com várias autarquias. Pedro Félix, director do Departamento de Apoio Técnico e Desenvolvimento Regional da Nersant, disse hoje à agência Lusa que, depois de um primeiro ano de experiência em três turmas do quarto ano de escolaridade, o projecto "EmpCriança" vai este ano lectivo ser alargado a 15 escolas, tendo cinco delas (dos concelhos da Chamusca, Vila Nova da Barquinha e Ferreira do Zêzere) formalizado já a adesão. Considerando "muito positiva" a experiência piloto desenvolvida em 10 sessões no último ano lectivo em escolas de Almeirim, Cartaxo e Chamusca, Pedro Félix adiantou que nesta segunda fase o projecto vai ser desenvolvido na sua plenitude (25 sessões), incluindo visitas a empresas. O projecto, que desafia as crianças de nove anos a pensarem num produto para "venderem" na sua região, passando por todo o processo de delineação da empresa, decorre nas aulas de Apoio ao Estudo, no âmbito das Actividades de Enriquecimento Curricular. Ao contrário do que aconteceu na fase piloto, vão ser os professores das turmas, com o apoio da equipa, a aplicarem o projecto, para reforçar a ligação aos conteúdos curriculares deste nível de ensino, afirmou. A receptividade dos professores ao projecto e o envolvimento das autarquias são aspectos realçados por Pedro Félix, que sublinhou a "enorme adesão" das crianças, que apresentaram ideias "variadíssimas", como uma empresa para construir casas de habitação social, outra para aproveitamento de areias (ambas na Chamusca), outra ainda para fabrico de plasmas ou ainda uma para exploração de diamantes. "As crianças identificaram claramente o que queriam vender, a quem, o que precisavam para produzir, como divulgar, pensaram um logótipo", disse, sublinhando que na edição que vai decorrer no presente ano lectivo a actividade vai terminar com um "fórum" para apresentação dos trabalhos que procurará envolver toda a comunidade. O EmpCriança foi objecto de um protocolo assinado em 2008 com o Ministério da Educação e conta com financiamento de 23 empresas da região, cabendo às autarquias negociar a adesão das escolas. Os materiais pedagógicos para o projecto - um vídeo de introdução à temática do empreendedorismo, um "powerpoint" interactivo, um jogo da glória e uma banda desenhada - foram desenvolvidos pela Escola Superior de Educação de Santarém. Desde 2005, a Nersant tem em curso um outro projecto que visa incentivar os jovens para a actividade empresarial, direccionado para o ensino secundário, o "EmpEscola", que decorre em 16 escolas do distrito. Desse projecto, que passa por todo o processo de constituição de uma empresa, surgiu no último ano lectivo um produto que a Nersant está a ajudar a patentear com vista a uma eventual comercialização - um objecto que reúne todos os produtos de cosmética, desenvolvido por alunos da Escola Secundária Maria Lamas, de Torres Novas, disse.
Fonte: Lusa.

1981. PELOS CAMINHOS DE PORTUGAL (174)


Quatro empreendimentos turísticos aliaram-se à Câmara Municipal de Óbidos e à associação empresarial local para criarem um novo organismo com o objectivo de traçar estratégias comuns de promoção do concelho. Denominada Associação de Turismo de Óbidos - Convention Visitors Bureau (ATO), o novo organismo pretende afirmar-se como “um congregador e promotor de iniciativas” unificando a “imagem promocional de todos os sócios que, no seu conjunto abrangem praticamente todo o tecido empresarial ligado ao turismo”, disse hoje à Lusa o director, Francisco Salvador. A ATO conta já com uma comissão instaladora formada pelos sete sócios fundadores (Câmara, empresa municipal Óbidos Patrimonium, Óbidos.com - Associação Empresarial de Óbidos e os quatro resortes do concelho: Praia d’El Rey - Golf & Beach Resort; Bom Sucesso - Design Resort, Leisure & Golf; Quintas de Óbidos - Country Club e Royal Óbidos - Spa & Golf Resort). “Já começámos a trabalhar na procura de uma imagem promocional mais forte junto do mercado” adianta o director da associação que irá avançar com um levantamento de todos os recursos turísticos existentes. O objectivo será a criação de um portal e a implantação de quiosques digitais que “congreguem informação sobre todos os locais, iniciativas e programas que quem nos visita pode usufruir”. Além de “acabar com a promoção avulsa” que cada entidade faz dos seus produtos, a ATO vai também realizar acções específicas de divulgação nos mercados interno e externo. A primeira experiência será na Bolsa de Turismo de Lisboa, onde “Óbidos estará representada pela ATO num espaço próprio dentro do stand do Pólo de Turismo do Oeste” adianta Francisco Salvador. Previstas estão igualmente acções promocionais para o mercado espanhol em que “ao invés de cada resort fazer deslocar um representante, será a ATO que representará as diferentes ofertas dos quatro empreendimentos”. A ATO irá trabalhar também “nalguns casos em parceria com o Pólo de Turismo do Oeste” que, segundo Francisco Salvador terá o estatuto de sócio-honorário da nova associação.

Fonte: Lusa.

1980. PADRE SANTOS

Faleceu cerca das 10 horas desta quinta-feira, dia 12, no hospital de Torres Novas o padre António José dos Santos, que nos últimos anos foi pároco das freguesias de Asseiceira e Olalhas.
Fonte: O Templário.

1979. PELOS CAMINHOS DE PORTUGAL (173)


O monumento do Cristo Rei, em Almada, bateu em 2009 o recorde de visitantes, tendo recebido já "perto de 600 mil peregrinos e turistas", disse hoje à Lusa o reitor do santuário.

1978. MENÚ

Hoje:
21h00 – Assembleia Geral do CIRE – Centro de Integração e Reabilitação de Tomar.
21h00 – Assembleia Geral do Centro de Assistência Social de Tomar, no Lar de S. José.
VIII Feira Nacional do Mel e X Fórum Nacional de Apicultura, em Ourém.
Amanhã:
10h00 - Reunião educativa/convívio comemorativa do Dia Mundial da Diabetes no salão dos Bombeiros de Tomar.
14h00 - Magusto promovido pela Associação de Dadores Benévolos de Sangue do Hospital de Tomar, no Mercado Municipal.
16h00 - Divulgação em Tomar da IV Bienal do Porto Santo na frequência mágica.
17h00 - Assembleia Geral da Associação de Apoio Social da Freguesia de S. Pedro de Tomar.
Recolha de sangue e convívio de dadores da Liga dos Amigos dos Bombeiros de Tomar na Portela de S. Pedro.
Encontro de caminheiros e fiéis a São Martinho na aldeia de xisto de Água Formosa em Vila de Rei.
Acção de recolha de papel em Tomar pelo Agrupamento 44 do Corpo Nacional de Escutas.
18h00 – Inauguração da exposição de pintura, escultura e joalharia “Outono d’Arte no Convento”, no Convento de Cristo em Tomar.
21h00 - Assembleia Geral da Associação Cultural, Recreativa e Social da Venda Nova, Tomar.
21h30 – Actuação do cantor Nuno Guerreiro (ex-Ala dos Namorados) no Cine-Teatro São João no Entroncamento.
Domingo:
11h00 – Peça de teatro infantil “Joanico de volta ao mundo” pelo Grupo de Cem Soldos ULTIMAcTO! no Cine-Teatro de Tomar.
Feirinha de S. Martinho no ATL da Associação de Pais e Amigos das Escolas de Linhaceira, Tomar.
Segunda:
16h00 - Reunião entre os líderes das bancadas parlamentares da Assembleia Municipal de Tomar e a Comissão da última Festa dos Tabuleiros.

É só escolher.

1977. EXPEDIENTE

Lentamente, com uma marcellocaeteana evolução na continuidade, o Nabantia vai começar a dar uns retoques aqui nos conteúdos e nos acabamentos. Um dia faço um apanhado. Até lá, até podem ir fazendo uma espécie de ósmióçár do que vai saindo e entrando.

1976. DIÁRIO (54)

Uma despedida é uma célula nova que parte e uma célula nova que chega. Digamos que a coisa pode ser vista também assim e não só à luz da biologia da D. Clara Pinto Correia. E se à volta da célula vai um ser humano a embrulhá-la, então isso é vida nova a sair e vida nova a entrar. É um ciclo vital em movimento. Boa sorte a quem tive o privilégio de passar a dever coisas importantes da minha vida, muito boa sorte! Moçambique ou qualquer outro palmo de planeta ficará a ganhar muito com vocês. Sortudos, pá!

1975. INFANTE


Em 13 de Novembro de 1460 morre o Infante D. Henrique, figura maior da História de Portugal, da História dos Descobrimentos e da História de Tomar.

1974. FORMAÇÃO PROFISSIONAL GRATUITA


I. Acordão do Tribunal Constitucional sobre as contas da campanha eleitoral autárquica de 2005:

"4.14. Grupo de Cidadãos Eleitores Independentes por Tomar (GCE-IT).

- Orçamento de campanha apresentado fora do prazo;
- Impossibilidade de confirmar que o GCE-IT tenha procedido ao encerramento da conta bancária especificamente aberta para efeitos da campanha eleitoral;
- Os mapas de receitas e despesas da campanha eleitoral para as eleições autárquicas do concelho de Tomar apresentados ao Tribunal revelam despesas de €36.302,33 e não de €72.604,66, conforme o GCE-IT comunicou à AR;
- Discrepância entre o valor da subvenção estatal atribuída (€49.923,66) e o valor registado na rubrica “Subvenção Estatal” dos mapas de Receitas e Despesas da campanha eleitoral apresentados ao Tribunal (€32.315,57);
- Donativos de €2.670,00 depositados na conta bancária em data posterior à da realização do acto eleitoral;
- Impossibilidade de comprovar que todas as despesas de campanha tenham sido liquidadas por instrumento bancário;
- Donativos em espécie no montante de €1.562,33, registados na rubrica de receitas – produto de actividade de angariação de fundos em espécie – e na correspondente rubrica de despesa, embora, de acordo com a informação disponível, €512,33 digam respeito a despesas liquidadas por terceiros. "

Ora aqui está aquilo que se pode chamar um grupito com especial vocação para lidar com dinheiros. A gravidade das trapalhadas apontadas pelo Tribunal Constitucional aos Independentes por Tomar dispensam comentários. Já imaginaram este pessoal a pôr a mão no orçamento municipal?... Nem a Assembleia da República escapou ao "amor pela verdade" dos IpT...

Tendo em conta o que antecede, podemos agora considerar que a proposta da auditoria às contas da Camara municipal de Tomar pode considerar-se uma boa oportunidade para obter formação profissional. Vamos ver se desta vez ainda vão a tempo...

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

1973. MEMÓRIAS


Hoje é com os patos bravos, uma delícia que a Maria foi buscar ao baú das Memórias que sabe bem rever.

1972. PELOS CAMINHOS DE PORTUGAL (172)

Barrigas de freira ou pão-de-ló, toucinho-do-céu ou encharcados de ovos, são alguns dos doces que podem ser saboreados a partir de hoje, na XI Mostra Internacional de Doces e Licores Conventuais de Alcobaça. Mónica Baptista disse acreditar que «a edição deste ano, à semelhança das anteriores, vai ser um sucesso», admitindo que possam ser ultrapassados os 35 mil visitantes registados no último evento. A iniciativa decorre no Mosteiro de Alcobaça e terá a presença, entre os 40 participantes nacionais e internacionais, do Convento do Louriçal (Pombal), do Mosteiro de Nossa Senhora da Boa Esperança (Montalvo, Constância) e do Mosteiro de Singeverda (Santo Tirso). Mosteiros de Espanha e abadias de França e Bélgica estarão igualmente representados na mostra, que inclui representantes da Polónia e do Brasil.

Todos a Alcobaça!
Fonte: Sol.

1971. CURSOS DE MÚSICA

A Canto-Firme vai abrir Cursos Profissionais de Nível 3 na área da Música, ainda no ano lectivo de 2009/2010, tendo em vista o ensino artístico especializado/profissional. Estes Cursos são de dupla certificação, isto é, para além do diploma de 12º ano dão ainda certificação profissional de instrumentista (nível 3). As pré-inscrições decorrem de 2 a 28 de Novembro e as Provas de Admissão terão lugar em data a anunciar posteriormente. Serão abertos dois cursos: Instrumentista de Cordas e Teclados; Instrumentista de Sopro e Percussão. Os alunos que frequentarem os cursos profissionais artísticos da Escola de Música Canto-Firme terão, inserido no processo de formação do Curso, não só prática musical em contexto de trabalho, como acesso a uma bolsa de formação. Mais Informações:

Escola de Música Canto Firme de Tomar
Rua D. Lopo Dias de Sousa - Apartado 271
2304-909 TOMAR
Tel. 249 314 251 - Fax. 249 323 059
e-mail: cantofirmedetomar.escolamusica@net.novis.pt

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

1970. PROTECÇÃO DE MENORES

O Auditório da Biblioteca Municipal recebeu, esta quarta-feira, o III Encontro da Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Tomar, este ano com o tema «Incertezas... Príncipes e Princesas». Os trabalhos abriram às 9 da manhã com as presenças de Corvelo de Sousa, Armando Leandro, responsável da Comissão Nacional Protecção Crianças e Jovens em Risco, e de Sandra Mata, responsável da delegação de Tomar. Ler aqui.

1969. O PODER É BLOGODISÍACO...

A verdade é que desde que Algures Aqui se fez um negócio de partilha de poder municipal com o PSD, que ainda nas vésperas era apresentado como a reencarnação de Satã na Nabantia, este blogue anda muito mais activo e dinâmico. Lição de moral: se o poder é afrodisíaco, também é verdade que deve ser blogodisíaco...

1968. DIÁRIO (53)


A vida, nós, nós, precisamos de heróis. De uma transcendencia que nos mostre que não é apenas uma sucessão deprimente de normalidades anónimas sem significado normal da mecânica do tempo, que os relojoeiros inventaram para nos enganar. De um radicalismo que rompa com o banal do dia e da noite e da tarde e de todos os dias. Devíamos agradecer todos os dias aos heróis que conseguem fazer com que mudemos de conversa e passemos apenas a falar deles. Obrigado pela coragem Robert.

1967. ELES "ANDEM AÍ..."

No concelho de Ourém um grupo de espeleólogos do Centro de Estudos e Actividades Especiais da Liga para a Protecção da Natureza descobriu três trilhos de pegadas de dinossáurios carnívoros. São contemporâneas das pegadas encontradas há 15 anos na Pedreira do Galinha. O Diário de Notícias publica os pormenores.

Fonte: O Templário.

terça-feira, 10 de novembro de 2009

1966. VER E OLHAR

A APTC, Associação Portuguesa de Turismo Cultural e os Serviços Educativos do Convento de Cristo realizaram na manhã de domingo, 8 de Novembro, uma visita guiada a um grupo de 40 pessoas, na sua maioria invisuais, da Associação Olhar Activo de Sintra. O Convento de Cristo para invisuais. Ler aqui. Boa malha...

1965. UMA PENA

A ACITOFEBA cancela jantar de aniversário. Não seré de todo inesperado, mas continua a ser uma pena. E é tema para mais tarde, com outra calma...

1964. AGENDA MUNICIPAL

As reuniões da Câmara Municipal de Tomar passam a realizar-se às quintas-feiras, às 9.30 horas, quinzenalmente, sendo que a última reunião do mês inclui um tempo reservado para intervenção dos munícipes. É a nova agenda municipal de Tomar.

1963. 93º ANIVERSÁRIO DA ACITOFEBA

No próximo dia 14 de Novembro realiza-se o 93º aniversário da nossa associação desde a sua fundação. Iremos mais uma vez realizar um encontro onde esperamos a comparticipação de todos os associados. Encontro esse que se irá realizar no dia 14 de Novembro pelas 20h na quinta Casal das Freiras.

Nesta comemoração, e, de acordo com o estabelecido nos Estatutos desta Associação, irão ser homenageados os sócios que completem 25 e 50 anos, na qualidade de sócios efectivos. Desta feita e, uma vez que não se realizou o Jantar Convívio do 92º Aniversario, os sócios efectivos à 26 e 51 anos também serão homenageados.

HOMENAGENS PARA SÓCIOS EFECTIVOS À 25 ANOS:
02082 Retiro da Àguia / Maria Idalina Nunes António Homem
02083 Narcicarne - Comércio de Carnes, Lda
02092 Ana Bela de Jesus Baptista Lucas
02095 Cave da Irene / José de Sousa
02109 Iraldo da Silva Costa
02120 João Nunes
02124 Guilherme Rodrigues Ferreira
02136 Francisco Marmelo
02165 Carlos Manuel Marques Ribeiro
02166 Construções Século XXI, Lda
02180 Natália da Conceição António Soares
02187 Ivone dos Santos Godinho Henriques
02190 Manuel Ferreira Rodrigues
02193 Maria da Luz Lopes dos Santos Rego
02197 Avelino Neves Simões
02199 Francisco Manuel Ferreira Perna Nunes
02201 António Henrique Lopes Bernardo
02204 Ninho do Falcão - Actividades Hoteleiras, Lda
02209 O Chinquilho / João Rodrigues Gonçalves
02225 Vitalina Manuel Alfaro Magalhães Pinheiro
02231 Luis Alberto Marante
02232 Tomarpeças - Importadora de Peças de Automóveis, Lda
02234 Raul dos Santos Coito, Lda
02250 Jorge Manuel Marques Lopes
02251 Manuel Nicolau Costa Vieira
02256 José Rodrigues Duarte
02268 Maria José da Silva Henriques Barata
02289 Moisés de Jesus Reis & Filho, Lda
02305 Manuel Franco & Mendes, Lda
02309 Gonçalves & Gonçalves, Lda
02319 Vidrotemplário-Soc. Transformadora de Vidro, Lda
02328 Helena Maria Ferreira de Sousa Bugada
02338 Maria Fernanda Nobre Dinis
02341 Abilio de Paiva e Sousa
03815 Restaurante Tropical / Diniz Manuel da Mata Lopes

EFECTIVOS À 26 ANOS:
01835 Pastelaria Pimpinela / António Maria Lopes
01858 Pedro Rosa Antunes
01859 Manuel de Alcobia Rosa
01873 Mundibel / António Gomes Lourenço
01891 Ivone Correia Luis Gonçalves
01892 Maria Teresa Conceição Ferreira Silva
01899 Maria Arlete Nunes
01931 Calado & Peixoto, Lda
01933 Transformadora Indúl, Lda
01938 Adérito Henriques Antunes
01945 Chupeta - Artigos para Criança, Lda
01979 Ana Maria Tirana
01985 António de Oliveira Marques
01986 Manuel António Ribeiro da Silva
01993 José Antunes Rodrigues
02000 Reinaldo da Silva
02016 José Venâncio da Silva Freitas
02029 Manuel Vieira Ferreira
02055 Donzilia Florinda Godinho Marques

EFECTIVOS À 51 ANOS :
00022 José Joaquim Lourenço, Lda

Para mais informações contacte: ACITOFEBA
Rua Serpa Pinto, n.º 55 - 1.º // 2300-592 Tomar
Telf’s.: 249 323 401 // 249 312 265
Fax: 249 323 419
E-mail: acitofeba@mail.telepac.pt
Fonte: ACITOFEBA

1962. AGENDA

Dar uma voltinha aos links. Decidir se os desactivados são eliminados ou se abro um cemitério de blogues (que expressão...). E há blogues por definição acabados enquanto os seus autores não os apagarem? Renovar a lista com blogues novos? Lançar uns temas novos para a confusão? Contar ums histórias edificantes que o bloquinho central local já anda a congeminar? Pedir um subsídio de sucata ao Sr. Godinho para financiar aqui umas tecnologices? Ou deixar andar, que isto, afinal, não pssa de um problema de jet leg?

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

1961. TAMBÉM SABE BEM

Chegar aqui e dizer "não sei se já repararam, mas hoje não estou para dar muita conversa"...

1960. DIÁRIO (52)

E lá se vai aproximando o terrível momento do post 2000...

1959. TOC' A ANIMAR

Recomeço do À Descoberta de Tomar, do Luís Ribeiro. Mais um impulso blogosférico que se espera tenha a devida continuidade.

1958. REGULAMENTO

O Regulamento Orgânico da Camara também foi publicado no Diário da República, como é de lei e aqui é que a porca torce mesmo o rabo, como o povo costuma dizer. É documento a atirar para o mau português e que agora, politicamente, deve ser lido à luz da partilha do poder entre o PS e o PSD e não apenas à letra, como quando foi feito, partindo do princípio que a maioria absoluta de Corvelo era eterna. Assunto também a reanalisar, assim haja tempo e paciência.

1957. NUDISMO MUNICIPAL

Leio n' O Templário que a Camara Municipal de Tomar decidiu publicar no seu sítio da internet toas as informações relativas aos seus funcionários, vencimentos, natureza de vínculo laboral e categorias profissionais. Aplaudo. Esta iniciativa deve ser já uma consequencia da pouca vergonha ocorrida com a recente e parasecreta auditoria financeira às contas municipais. Resta saber, mesmo aplaudindo, se está lá está mesmo tudo o que devia estar. Será assunto para ir apurando, com tempo e paciência. Porque há muita maneira se ser trabalhador, de se receber vencimento, de se ter vínculo jurídico e, numa palavra, fintar a letra e o espírito da lei. Há muito Luís de Matos e David Copperfield andam à solta por essas autarquias fora...

1956. GOLEGÃ A ABARROTAR

Um sucesso a Feira do Golegã este fim de semana. A abarrotar. Uma pena, uma pena mesmo eu não puder ter lá estado! Até 15 de Novembro é dia...

1955. BOMBEIROS SOCIAIS

As corporações de bombeiros do distrito de Santarém decidiram manter a tabela de preços dos serviços prestados à população em 2010. Bombeiros sociais e de parabéns, por revelarem noção das realidades e dos mais desfavorecidos. Sabe bem dizer bem. Que o digamos dos bombeiros, pois então.

domingo, 8 de novembro de 2009

1954. APONTAMENTOS A LIMPO

Tomar Apontamentos, novo desenvolvimento do Thomar Vrbe, de Virgílio Alves, que se regista, saúda, a preto e branco ou a cores e, obviamente, linka no local próprio.

1953. MENÚ

Feira de Artes, Coleccionismo e Velharias na rua Serpa Pinto (Corredoura), em Tomar, a partir das 10 horas. fFesta da Ginástica no Pavilhão Municipal de Tomar, prova do 5.º Troféu do Nabão e Campeonato Regional de CrossCountry em Além da Ribeira (www.ttminjoelho.net) e às 15 horas, há eleições na Sociedade Recreativa Curvaceirense em Curvaceiras, Tomar. É escolher...

1952. PELOS CAMINHOS DE PORTUGAL (171)

A Paróquia de Priscos, em Braga, iniciou a mobilização popular para o "maior presépio ao vivo da Europa", que reunirá, em Dezembro, mais de 600 figurantes, e ocupará uma área de três hectares, disse fonte do organismo. O padre João Torres adiantou, hoje, em conferência de imprensa, que o presépio dará vida a mais de 60 cenários: "Mais importante do que os números é a generosidade, a entrega, o amor, a alegria e a gratuitidade com que é feito", acentuou. O sacerdote sublinhou que "este não é um projecto dos padres, mas do povo, sem o qual seria impossível". Os organizadores, que esperam superar os mais de 40 mil visitantes de 2008, adiantaram que "a principal novidade reside na criação de uma grande praça de entrada, em que os visitantes serão confrontados com a cruz, símbolo da Páscoa, que é o mistério central da fé cristã". A cruz será rodeada da apresentação dos 73 livros da Bíblia, enquanto "manual de solidariedade e fraternidade entre as pessoas, e não como um manual de maus costumes e um catálogo de crueldade", explicou. Além da praça de entrada, os 30 mil metros do presépio contemplarão a recriação da vida dos pastores, uma aldeia de judeus, uma aldeia romana e o palácio de Júlio César, onde as pessoas estarão a representar a vida diária e as actividades do tempo. A caracterização dos costumes de então é "o resultado de muitas horas de pesquisa histórica e arqueológica", para que os cenários e os trajes - vestidos pelos habitantes locais que dão corpo à maioria das personagens - sejam fiéis ao tempo de Jesus, sendo as vestes produzidas por costureiras de Priscos.
Fonte: Lusa.

sábado, 7 de novembro de 2009

1951. PELOS CAMINHOS DE PORTUGAL (170)

O castelo da aldeia histórica de Castelo Novo vai estar iluminado de azul a partir de hoje e até dia 14 de Novembro como forma de assinalar o Dia Mundial da Diabetes, anunciou a autarquia. O município associa-se desta forma à iniciativa mundial que decorre de 7 a 14 de Novembro em edifícios e monumentos de todo o mundo e que vão estar iluminados de azul “num apelo à união global ao combate, controlo e prevenção da diabetes”, informa a Câmara do Fundão em comunicado. A diabetes é uma doença crónica que atinge cerca de 900 mil pessoas em Portugal, estimando-se que existam mais de 250 milhões de diabéticos em todo o mundo, acrescenta. Segundo a OMS, a diabetes é a quarta causa de morte na maioria dos países desenvolvidos e a cada 10 segundos morre uma pessoa vítima da doença - prevendo-se que os índices de mortalidade aumentem 25% na próxima década. O Dia Mundial da Diabetes assinala-se a 14 de Novembro.

Fonte: Lusa.

1950. MENÚ

Desde ontem que decorre e até 15 de Novembro, na vila da Golegã a 34.ª Feira Nacional do Cavalo e 11.ª Feira Internacional do Cavalo Lusitano. Ide, e se puderdes, gozai as delícias do mundo do cavalo...

1949. PELOS CAMINHOS DE PORTUGAL (169)

O Teatro Nacional São João (TNSJ) inaugura quarta-feira o seu Centro de Documentação, situado numa das salas do Mosteiro de São Bento da Vitória, disse hoje à Lusa a fonte da instituição. O novo Centro de Documentação do TNSJ, cujo desenho é da autoria do arquitecto Nuno Lacerda Lopes, reúne um espólio com mais de quatro mil livros (teatro, dança, dicionários, enciclopédias) e cerca de mil números de publicações periódicas nacionais e internacionais, vídeos, dossiers fotográficos e textos cénicos, entre muitos outros documentos. Desde 2001 que parte destes documentos (referências bibliográficas, fotografias, materiais promocionais, recortes de imprensa, gravações áudio e vídeo) estão disponíveis numa base de dados, o Cinfo - Centro de Informação alojado no sítio do TNSJ (www.tnsj.pt). Esta plataforma digital tem funcionado igualmente como biblioteca online. O presidente do Conselho de Administração do TNSJ, Francisca Carneiro Fernandes, disse à Lusa que o processo tendente à abertura ao público do Centro de Documentação começou em 2000, com o objectivo simultâneo de abrir a instituição à comunidade e de para contrariar a efemeridade do trabalho. Desde então que todas as peças e outros trabalhos do TNSJ é registado em vídeo, existindo presentemente cerca de 400 registos, dos quais 150 foram já objecto de edição comercial em DVD. "Achamos que essa é uma das nossas obrigações, a de guardar a memória da instituição. Trata-se agora de disponibilizar também todo esse material documental à comunidade" afirmou a administradora do TNSJ. Nos audiovisuais estão edições vídeo de teatro e dança, documentários, registos vídeo de espectáculos, teatro televisivo, adaptações de peças de teatro ao cinema, filmes de dança, filmes realizados por encenadores e dramaturgos, óperas dirigidas por encenadores relevantes e ainda CD com teatro radiofónico. Há ainda dossiers fotográficos sobre espectáculos e eventos produzidos ou programados pelo TNSJ (impressas em papel ou em formato digital), programas e materiais promocionais, folhas de sala, cadernos de programação, cartazes, postais, flyers, convites, tanto de espectáculos e eventos produzidos ou programados pelo TNSJ, como colecções de outras companhias e instituições portuguesas e estrangeiras. Este novo espaço de consulta e pesquisa estará aberto ao público de segunda a sexta-feira, entre as 14:30 e as 18:00. Em fase de recolha e tratamento estão novos sectores tais como os spots de rádio e televisão, desenhos de figurinos, desenhos de cenários, desenhos de som e luz, guiões técnicos, legendagens, maquetas de cenários. Durante a cerimónia de inauguração será lançado o livro Identidades Reescritas: Figurações da Irlanda no Teatro Português, da autoria de Paulo Eduardo Carvalho. Na ocasião será também lançado em DVD do espectáculo O Mercador de Veneza, de William Shakespeare, estreado no palco do TNSJ em Novembro de 2008. A sessão contará com as presenças do encenador Ricardo Pais e de Tiago Guedes que assina a realização.

Fonte: Lusa.

1948. PELOS CAMINHOS DE PORTUGAL (168)

Letras, antropónimos, cruzes de Santa Maria, um rosto humano ou uma cegonha são alguns dos muitos “graffiti” que ilustram há 500 anos as paredes interiores e exteriores do Mosteiro da Batalha, monumento Património Mundial da UNESCO desde 1983. “É precisamente baseado mais no tipo de letra que surge que nos leva a afirmar que estes ‘graffiti’ não serão seguramente posteriores à segunda metade do século XVI”, explicou à Lusa o director do mosteiro, Júlio Órfão. Advertindo que nesta matéria há “mais hipóteses do que verdades adquiridas”, Júlio Órfão realçou, contudo, “alguns avanços” no estudo dos “graffiti”, resultado do trabalho de historiadores de que destacou Saul António Gomes e Jorge Estrela. Segundo o responsável, estão identificados dois grupos de “graffiti” no mosteiro. “Um conjunto localizado sobretudo no Claustro Real e um pouco por todo o monumento, também no exterior, nas Capelas Imperfeitas”, disse, acrescentando que terão sido desenhados “provavelmente com um ponteiro, talvez de argila, em que deixa o dióxido de ferro no calcário branco e brando, que depois vai tomando esta tonalidade avermelhada”. E se estes são os mais antigos do mosteiro, o mesmo não se poderá dizer dos “graffiti” que habitam o Claustro de D. Afonso V. “É um conjunto de pedras de traçaria, em que o ‘graffiti’ já nos aparece bem gravado”, esclareceu Júlio Órfão, anotando que estes últimos serão posteriores ao século XVI. Admitindo que as imagens tenham sido executadas pelos trabalhadores do monumento, Júlio Órfão adiantou que nesta matéria aqueles dois historiadores divergem “relativamente aos grupos etários e até às categorias profissionais” que as fizeram. Citando Saul António Gomes, referiu que “seria aceitável referenciar estes ‘graffiti’ como apontamentos basicamente juvenis”. Já o investigador Jorge Estrela, “até pela associação que faz da figura de muitos barcos a técnicas da construção naval - a parte inferior dos barcos é muito semelhante em alguns casos com as abóbadas do monumento - provavelmente estará a referir-se a um tipo de trabalhador mais maduro e com alguma experiência profissional”. Além dos “graffiti”, que Júlio Órfão afirma reproduzirem “algo que está, de certa maneira, associado ao monumento, à sua construção ou até às suas vivências”, o monumento está igualmente ilustrado por “marginália”. Tratam-se de imagens que “teriam o mesmo significado aparecerem no Mosteiro da Batalha ou noutro monumento qualquer”, referiu o responsável, que destaca, pelo seu número, os barcos ou as naus que ilustram outras tantas paredes exteriores e interiores do monumento. Para Júlio Órfão, antes, como agora, os “graffiti” são “um fenómeno de cultura marginal”, feitos em “sítios menos apropriados” ou nos “sítios possíveis”, como sucedeu no monumento. O responsável sustenta ser “possível e desejável” mais estudos sobre os múltiplos desenhos que o monumento apresenta, justificando que “o mosteiro tem muita coisa descoberta, mas uma grande maioria ainda por descobrir”.
Fonte: Lusa.

1947. NOVIDADES TEMPLÁRIAS

Jorge Ferreira anunciou no Tomar Partido que iniciou esta semana esta semana uma colaboração regular no semanário O Templário. A crónica chama-se "Levada da Breca", o que tem um significado local simbólico, pelo nome escolhido. Esta é a primeira.

1946. VÍRUS

O Nabantia continua a ser atacado por vírus provenientes do sítio do Cidade de Tomar. À vossa atenção.

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

1945. PARA IR ACOMPANHANDO...




Para ir acompanhando, degustando e preparando..., nestes intervalos fundacionais... Introdução à Quinta da Anunciada Velha em Thomar.

1944. A PROPÓSITO

Já está decidido se Carlos Trincão vai ser mesmo o comissário-geral das comemorações dos 850 anos da fundação de Tomar? Convém que alguém vá informando, visto que por aí vão desabrochando um conjunto de iniciativas para fazer as coisas como deve ser.

1943. MENÚ

Até 8 de Novembro, decorre o 29º Festival Nacional de Gastronomia de Santarém, na Casa do Campino, com a colaboração da Escola Superior de Hotelaria e Turismo de Santarém. Hoje, sexta-feira, dia 6, foi instalado o Conselho Executivo da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIMT), em Tomar. Realiza-se a 6ª edição da Biodiversidade Alimentar pela Escola Secundária/3 Santa Maria do Olival e Professor Jorge Paiva: às 18h30 – Palestra na biblioteca; às 20h00 - Jantar Lusitano na escola). De 6 a 15 de Novembro, decorre a XXXIV Feira Nacional do Cavalo e XI Feira Internacional do Cavalo Lusitano na Golegã.

1942. QUALQUER UM SERVE

Para o vereador que tem o apoio do Governo, é preciso é pelouro. Qualquer um serve. É preciso é pelouro. Mesmo que fosse o pelouro das farturas era para ser levado a sério.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

1941. DIAS

Dias de Miséria, onde cheguei através do Luís Ribeiro. Já passei por situações idênticas. E basta que se saiba disso. Superei. Fui buscar força em sítios que já nem sei onde ficam. Lutei. Custou. Doeu. Consegui. E depois veio mais outra. Luto. Custa. Dói. Vou conseguir. E pela vida é que vamos. Os dias expulsarão a miséria.

1940. O PODER MEXE

Está marcada para amanhã, dia 6, pelas 11 horas, a instalação do Conselho Executivo da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIMT), em Tomar. “O Templário” sabe que já há um acordo prévio para que o Conselho Executivo seja presidido por António Rodrigues (presidente da Câmara de Torres Novas). Corvêlo de Sousa (presidente da Câmara de Tomar – PSD) e Miguel Pombeiro (presidente da Câmara de Vila Nova da Barquinha - PS) serão eleitores vice-presidentes. Dos 10 municípios do Médio Tejo, cinco são dominados pelo PS, quatro pelo PSD e um pela CDU. O Presidente cessante da Assembleia Intermunicipal da CIMT, Miguel Relvas, vai dar posse aos membros, seguindo-se a eleição do presidente e dos vice-presidentes. Do Médio Tejo fazem parte dos municípios de Abrantes (PS), Alcanena (PS), Constância (CDU), Entroncamento (PSD), Ferreira do Zêzere (PSD), Ourém (PS), Sardoal (PSD), Tomar (PSD), Torres Novas (PS) e Vila Nova da Barquinha (PS).

Site da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo
www.mediotejodigital.pt

1939. SPORTING COM NOVA SEDE

"Encontra-se já concluída a primeira fase das obras da futura sede do Sporting de Tomar, cuja inauguração se espera poder ocorrer até Fevereiro próximo. As novas instalações compreenderão: secretaria, espaço para arquivo, sala de troféus, quatro espaços para as secções do clube, para além de sala da Direcção e de um bar para os sócios".

Enquanto o União agoniza, o Sporting vai de vento em popa. Rosa Dias de parabéns!

(Via Tomar)

1938. ATENÇÃO

O vírus regressou à página da Rádio Cidade de Tomar. Cuidado.

1937. PINHAL INTERIOR

A subconcessão do Pinhal Interior vai avançar. Lançada em Junho do ano passado, em Condeixa, pelo primeiro-ministro José Sócrates, a subconcessão do Pinhal Interior, investimento de 920 milhões de euros, está centrado em vias a construir e a melhorar e tem um prazo de execução de 36 meses.

Fonte: Rádio Hertz.

1936. UNIÃO AFLITO

O União de Tomar continua com a corda na garganta. O Nabantia insiste: que tal pedir um donativozinho ao Dr. Madureira para ajudar, já que a o PSD lhe vai pagar as dívidas da célebre Festa dos Tabuleiros onde se gastou à tripa forra e à conta do erário público?...

1935. MESTRADO EM RECURSOS HUMANOS

O Mestrado em Gestão de Recursos Humanos do IPT tem por objectivos principais proporcionar aos alunos os conhecimentos técnicos e competências operacionais e estratégicas para o desempenho proficiente de funções nas áreas de gestão de recursos humanos e gestão de pessoas em ambientes organizacionais. Estão abertas as inscrições.

1934. MESTRADOS

Decorreu no passado dia 22 de Outubro, pelas 18.00h, no campus do IPT, na sala O106, uma Sessão Informativa relativa à 2.ª Edição do Mestrado em Desenvolvimento de Produtos de Turismo Cultural, com início previsto para o dia 11 de Dezembro.

1934. IPT ABRE SOLENEMENTE

Decorre no próximo dia 11 de Novembro, a partir das 14.30h, a Cerimónia de Abertura Solene do Ano Lectivo 2009/2010, no campus do IPT. O programa integral está aqui.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

1933. PERENIDADES

Foi recentemente criada, comemorando o 38º aniversário da escola, a Associação de Antigos Alunos do Liceu Nacional de Tomar / Escola Secundária Santa Maria do Olival, tendo por objecto a preservação do património histórico e cultural, a par da prestação de apoio no âmbito pedagógico e cultural, e do fortalecimento das relações interpessoais entre os antigos alunos. É bom, salutar, vital, salvaguardar as perenidades de que diferenciam as comunidades umas das outras.

(Via Tomar)

1932. PELOS CAMINHOS DE PORTUGAL (167)

A população de Santa Maria da Feira e arredores está convidada a participar hoje à noite na gravação do videoclip “Bem-vindo à Terra dos Sonhos”, a canção inédita que será o tema oficial do maior parque temático do Norte dedicado ao Natal.

Fonte: Lusa.

1931. PELOS CAMINHOS DE PORTUGAL (166)

Degustações, apresentações de dança e música, lançamentos de produtos e exposições vão animar entre quinta-feira e domingo as lojas do Príncipe Real (Lisboa), um "centro comercial ao ar livre" que quer fomentar uma "imagem de charme".

Fonte: Lusa.

1930. GILBERTO GASPAR

Na livraria Ao Pé das Letras estará patente ao público até final de Novembro, a exposição de pintura «wallpapers» da autoria de Gilberto Gaspar.

terça-feira, 3 de novembro de 2009

1929. PAIVA DEIXA QREN

António Paiva vai outra vez mudar de vida. Eu compreendo muito bem. Apesar de me considerar um animal de hábitos, também gosto de mudar de hábitos. Cada um tem obviamente todo o direito de fazer da sua vida o que muito bem entender, como qualquer cidadão e faz muito bem em arejar. E, convenhamos, olhar para António Paiva e olhar para Corvelo de Sousa lado a lado é assim mais ou menos que ver o Saviola de um lado e o Caicedo do outro. Agora, deixa o QREN, para onde emigrou vai para dois anos, vida calma e pacata, bem decorada e amparada, sem dar cavaco em quem quem confiou nele votando-o para a Camara e não para o QREN e vai sair do QREN, para onde ninguém pediu que fosse, para trabalhar para uma empresa privada de Ourém. Há gente despreocupada assim, para quem a vida é palavra, é perpétuo movimento, é um cruzadex de Verão debaixo de um palhinhas na Praia Verde, com um bom refresco ao lado e umas conquilhas dos Pézinhos na Areia a fumegar à frente do oceano escaldante. Muito interessante esta notícia, até dado o ramo de negócio a que se dedica a empresa para onde Paiva decidiu ir trabalhar.
Li também, entretanto, nos jornais que teria arriscado o desplante, num entusiasmo arrebatador mas momentaneo de comício, que ainda seria (enfim, Narcisos incorrigíveis...) a obra dele em Tomar (o eterníssimo saneamento...) que ainda ia ser julgada no dia 11 de Outubro passado, julgo que num jantareco de campanha, daqueles com 200 ou 300 fatias de carne assada (ao que me contam longe das 600 ou 700 de outroras não muito distantes...). E parece que foi. Perdeu votos e perdeu mandatos, o que indicia que a estrelinha Fúria do Açucar também amargou para aquelas bandas, O povo não gosta lá muito de oportunismos chico-espertos. Depois de deixar uns projectos aprovados para garantir a vidinha a Corvelo na Camara nos próximos tempos, eis uma nova etapa que se abre cheia de boas perspectivas para a respectiva execução...

1928. JUNTA, NÃO JUNTA

Está difícil formar Juntas, isto é, juntar. No caso de S. João Baptista permito-me opinar que os fregueses ficaram a perder por não votarem no Sr. Francisco da ACITOFEBA. Está dito.

1927. INDO EU, INDO EU, ...

Mota Engil a caminho do Pinhal Interior...

1926. DIÁRIO (51)

Só aparentemente Portugal vive um período de acalmia. O futebol, o Queiroz, o Bento, o Jesus, o Jesualdo, o Cristiano, o inenarrável Madail, têm ajudado um bocado à festa, as sucessivas e cansativas eleições passadas adormeceram-nos de cansaço de discursos, photomatons e painéis de propaganda caros e feios, o frio está de volta, o Natal vem chegando devagarinho e, entalado entre uma crise que NÃO PASSOU, IRRA! e a esquizofrenia viral, hdfry567vekfuiuggnb, as televisões estão um bocadinho abandonadas à sua sorte, o que, aqui para nós que ninguém nos lê, até merecem, dadas as imitações rascas que fazem umas das outras. Este blogue para mim é antes de mais um exercício de liberdade resumido numas parcas palavras: quando me apetece, o que apetece. Apenas. Vários assuntos têm aqui passado sem o devido e fundamentado comentário, apesar de o merecerem. Porque, lá está, não me tem apetecido. Não o levem, caros leitores, rogo-vos, à laia de falta de respeito, que definitivamente não o é. Os leitores são quem mais respeito depois da minha liberdade. É apenas esse pequeno detalhe da inviolável liberdade. E só haverá Nabantia enquanto eu sentir que pode ser assim. Confesso que me assustei quando reparei que tinha 11 seguidores! Ui, onze seguidores, uma responsabilidade. Passado o primeiro embate, descobri que há quem esteja bem pior: o António Rebelo já vai para aí em 22. Um susto. Porque, digam lá o que disserem, ter seguidores muda tudo, nem que seja no subconsciente. Não é a mesma coisa ter a ilusão de que escrevemos só para nós e ter a certeza de que afinal escrevemos para uma multidão (critério: um a mais que eu já o é...). E eu quero preservar a liberdade, se é que me faço entender, de fazer de conta, ao menos isso, de que quando escrevo o faço sem a limitação de saber que há quem esteja à espera que não seja de, se entender que o mereço, disfrutar, pensar (presunção minha...), reflectir, no fundo para perceber melhor o sentido dos ponteiros do relógio do tempo inexaurível. Não sei se alguém reparou mas esta semana fiz um post sobre uma pessoa que nunca tinha visto na minha vida a não ser num relance de domingo e que me ficou marcada cá dentro por impressiva marca: o Sr. Custódio. Estou numa fase da minha vida que me interessam mais as pessoas e o seu intrínseco mistério, do que as frivolidades corvelianas, relvianas, vitorianas, marquianas, cristivianas, mundanas, superficiais, irrelevantes. Estes posts são efectivamente muito importantes e alarmantes. Mas sejamos francos: alguém se espanta? Alguém se surpreende? Alguém se interessa para além da factura mensal do SMAS, das cinco garrafas do Hugo ou das quatro malucas nuas que o Hugo pôs de molho no jaccuzzi (ah, gloriosos socialistas convertidos às mordomias das delícias burguesas...), para celebrar as lautas iguarias dos pequeninos poderes de campanário? Claro que não! E assim, fico eu, cá com a minha liberdade, porto seguro, esse sim, para sempre até haver sempre.

1925. PORTUGAL PLANEADO, PORTUGAL ATRASADO, PORTUGAL SUBDESENVOLVIDO

Se até agora os PDMs (Planos Directores Municipais) já colocavam entraves à construção fora dos aglomerados, desde ontem é o PROT (Plano Regional de Ordenamento do Território) que define as linhas mestras para construção. Por exemplo os PDMs que permitiam construir em zonas agro-florestais com menos de 4 hectares vão deixar de o poder fazer. Esses PDMs têm de ser revistos. O PROT aplica-se a 33 municípios dos distritos de Leiria, Santarém e Lisboa, nomeadamente: Abrantes, Alcanena, Alcobaça, Alenquer, Almeirim, Alpiarça, Azambuja, Benavente, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Cartaxo, Chamusca, Constância, Coruche, Entroncamento, Ferreira do Zêzere, Golegã, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Ourém, Peniche, Rio Maior, Salvaterra de Magos, Santarém, Sardoal, Tomar, Torres Novas, Torres Vedras e Vila Nova da Barquinha.

PROT Oeste e Vale do Tejo entra hoje em vigor com críticas dos autarcas
http://www.construir.pt/2009/11/02/prot-oeste-e-vale-do-tejo-entra-hoje-em-vigor-com-crticas-dos-autarcas/

O documento pode ser lido aqui:
http://dre.pt/pdf1sdip/2009/08/15101/0000200157.pdf
Fonte: O Templário.

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

1924. CALOIROS DO IPT

Começaram hoje e prolongam-se até quarta-feira a recepção ao caloiro do Instituto Politécnico de Tomar. O programinha todo.

1923. COMER AINDA MELHOR

Pelo nono ano consecutivo, o azeite vai animar os restaurantes do concelho de Vila Nova da Barquinha, entre 7 de Novembro e 20 de Dezembro de 2009. Este produto vai ser rei à mesa, durante a Prova do Azeite 2009, um certame anual promovido pela Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha em parceria com os restaurantes do concelho. Trata-se de uma mostra gastronómica com base em pratos confeccionados com azeite, um produto com larga tradição no concelho. Entre os pratos apresentados pelos 10 restaurantes aderentes, poderá encontrar iguarias como Petingas no Forno com Azeite, Bacalhau à Lagareiro, Sopa de Couve com Feijão e Polvo à Lagareiro, entre outras. A iniciativa do Município tem como objectivo a divulgação do azeite, produto cuja produção e comercialização constituiu em tempos uma importante actividade económica na história deste concelho ribeirinho, que em tempos já foi um generoso olival. A existência de mais de duas dezenas de lagares de azeite no concelho de Vila Nova da Barquinha, no século passado, comprova a secular tradição da produção deste produto de características mediterrânicas. Para preservar a memória deste costume, nada como dar uso ao azeite, à nossa mesa.

Restaurantes aderentes: Almourol (Tancos) - 249720100, Chico (Praia do Ribatejo) - 249733224, Ikarus (Barquinha) - 962985529, Palmeira (Barquinha) - 249711513, Platina (Cardal) - 249710141, Quinta dos Rouxinóis (Madeiras) - 926221147, Soltejo (Barquinha) - 249720150, Stop (Atalaia) - 249710691, Tasquinha da Adélia (Barquinha) - 249711792, Trindade (Moita do Norte) - 249712060.

Fonte: Rádio Hertz.

1922. COMER BEM

A Escola Secundária Santa Maria do Olival, de Tomar, vai promover a 6ª Edição da Biodiversidade Alimentar, na próxima sexta-feira, com a realização de uma palestra, por voltas das 18h30, intitulada A Biodiversidade e as Plantas Camonianas. O auditório da Biblioteca Municipal de Tomar será o palco.

1921. CIRCO

Este país anda de tal forma depressivo que até um reles "gang do palhaço" difundido por sms de telemóvel é notícia. Se é um gang, chamem a polícia. Se é de palhaços, abram um circo. Se não é nem uma coisa nem outra tirem a pseudo-notícia do ar e troquem por uma coisa séria, a pedido de várias fam+ilias. desde já agradecido pela higiene...

1920. PELOS CAMINHOS DE PORTUGAL (165)

A Universidade de Évora (UE) celebra este ano 450 anos de história no ensino em Portugal. Para assinalar esta ocasião, a Kameraphoto, a convite da reitoria da UE, desenvolveu um amplo projecto de fotografia e vídeo. Ao longo de um ano, fotógrafos seguiram de perto as actividades da universidade. Acompanharam docentes, funcionários e alunos no seu trabalho, nas suas rotinas diárias, no ambiente e na comunidade em que se integram. O resultado do “projecto 450” será apresentado no próximo dia 1 de Novembro e vai ter várias vertentes: a inauguração de uma exposição (composta por 114 imagens), o lançamento do livro “450” e a projecção do filme “A Rede”, da autoria de Rui Xavier. Esta será a última exposição no Palácio da Inquisição, na sala de exposição da Fundação Eugénio de Almeida, que dará lugar ao futuro Museu de Arte Contemporânea de Évora. O projecto 450 vai ter também uma página na internet, onde será possível ver o trabalho realizado pelos fotógrafos da Kameraphoto. Os fotógrafos que participam neste projecto são: Alexandre Almeida, Augusto Brázio, Céu Guarda, Guillaume Pazat, João Pina, Jordi Burch, Martim Ramos, Nelson D´Aires, Pauliana Valente Pimentel, Pedro Letria, Sandra Rocha e Valter Vinagre.

Fonte: "i".

1919. PELOS CAMINHOS DE PORTUGAL (164)

Cerca de 700 alunos da Madeira participam a partir de hoje na "Semana da Música", um projecto da Escola Profissional das Artes (CEPAM) que visa trazer novas dinâmicas de trabalho e promover aperfeiçoamento artístico. A iniciativa decorre até sexta-feira e, segundo a responsável pelo CEPAM, Inês Costa Neves, "tem um carácter marcadamente pedagógico e interdisciplinar". Salientou que "serão abordadas facetas múltiplas da arte de interpretação do instrumento, em actividades teóricas e práticas, promovendo o aperfeiçoamento técnico, artístico e musical dos alunos, incentivando a sua formação e o seu gosto pelo intercâmbio cultural" O programa da Semana da Música é composto por palestras, exposições de instrumentos e "masterclasses" de acordeão, guitarra, saxofone, trombone, violino, clarinete, tuba, trompete e flauta. Esta iniciativa cultural termina com um concerto no salão nobre da Escola Profissional das Artes da Madeira, no Funchal.

Fonte: Lusa.

1918. PELOS CAMINHOS DE PORTUGAL (163)

A Câmara Municipal de Vieira do Minho promove, de 7 a 9 de Novembro, o “Mercado da Castanha”, uma iniciativa gastronómica que inclui um concurso de doces de castanha. Segundo fonte do Município, a iniciativa, desenvolvida pelo projecto “Inovar Vieira”, vai servir também para auscultar os produtores presentes para a possibilidade de avançar para a certificação do produto. O objectivo é o de "sensibilizar os produtores para a criação de uma marca que ancore o produto à região, e que seja uma mais-valia pela certeza da sua qualidade". No Mercado da Castanha, e a antecipar o São Martinho, vão estar 23 expositores do concelho com castanhas e outros produtos da época. Além da venda da castanha, o visitante terá possibilidade de assar as castanhas, com magustos diários, e de usufruir de um programa recreativo de animação. A organização espera que o repto lançado a restaurantes e confeitarias locais para o concurso de doces resulte numa elevada adesão. O Mercado da Castanha enquadra-se na estratégia do município - situado no interior do distrito de Braga - de promover, ao longo do ano, alguns eventos de relevância, não só local, mas também regional e até nacional.

Fonte: Lusa.