terça-feira, 3 de novembro de 2009

1929. PAIVA DEIXA QREN

António Paiva vai outra vez mudar de vida. Eu compreendo muito bem. Apesar de me considerar um animal de hábitos, também gosto de mudar de hábitos. Cada um tem obviamente todo o direito de fazer da sua vida o que muito bem entender, como qualquer cidadão e faz muito bem em arejar. E, convenhamos, olhar para António Paiva e olhar para Corvelo de Sousa lado a lado é assim mais ou menos que ver o Saviola de um lado e o Caicedo do outro. Agora, deixa o QREN, para onde emigrou vai para dois anos, vida calma e pacata, bem decorada e amparada, sem dar cavaco em quem quem confiou nele votando-o para a Camara e não para o QREN e vai sair do QREN, para onde ninguém pediu que fosse, para trabalhar para uma empresa privada de Ourém. Há gente despreocupada assim, para quem a vida é palavra, é perpétuo movimento, é um cruzadex de Verão debaixo de um palhinhas na Praia Verde, com um bom refresco ao lado e umas conquilhas dos Pézinhos na Areia a fumegar à frente do oceano escaldante. Muito interessante esta notícia, até dado o ramo de negócio a que se dedica a empresa para onde Paiva decidiu ir trabalhar.
Li também, entretanto, nos jornais que teria arriscado o desplante, num entusiasmo arrebatador mas momentaneo de comício, que ainda seria (enfim, Narcisos incorrigíveis...) a obra dele em Tomar (o eterníssimo saneamento...) que ainda ia ser julgada no dia 11 de Outubro passado, julgo que num jantareco de campanha, daqueles com 200 ou 300 fatias de carne assada (ao que me contam longe das 600 ou 700 de outroras não muito distantes...). E parece que foi. Perdeu votos e perdeu mandatos, o que indicia que a estrelinha Fúria do Açucar também amargou para aquelas bandas, O povo não gosta lá muito de oportunismos chico-espertos. Depois de deixar uns projectos aprovados para garantir a vidinha a Corvelo na Camara nos próximos tempos, eis uma nova etapa que se abre cheia de boas perspectivas para a respectiva execução...

3 comentários:

Anónimo disse...

Ó meu Amigo, longe vá o agoiro.

Comparar um portista morcão (Paiva) com um distinto atleta benfiquista (Saviola) não lembra o diabo.

Que tal substituir Saviola por Bruno Alves?!

Mas essa do Caicedo está bem metida, porque o Corvelo pode cair (mais) cedo e a Presidência cai (que nem ginjas) no regaço do inefável Carrão.

Portanto, Bruno Alves de um lado e Caicedo do outro, está bem?

Ah! e cartão amarelo (alaranjado) para ambos.

Anónimo disse...

Uhm! Cheira-me que o Paiva estava a ficar sem chão, desde que o seu amiguinho Relvas perdeu poder em Lisboa.
Teve que fazer pela vida!
Ou será que se está a aproximar para o segundo round no politécnico. O que ele gostava de mandar naquilo tudo.

.Alexandre disse...

Caríssimo
Tomar continua cheia de lixo, mesmo depois da saida de Paiva.
Cada vez que vejo esse nome, dá-me vomitos.
Se não fosse os interesses pessoais de alguns do PS, teríamos o Relva no desemprego, depois do chuto da Ferreira Leite. Eu apostei nos independentes. Pareceram-me os mais asseados face ao panorama que se nos apresentou.