sexta-feira, 1 de maio de 2009

1174. O CARTAZ

Tomar não precisa de gente de braços cruzados, mas sim de gente de mangas arregaçadas. E já agora, tanto verde significa que o PS de Tomar e o seu candidato estão verdes? A da cruz templária esverdeada não lembrava ao Diabo!... Quanto à palavra de ordem escolhida, alguém no PS sabe o que significa e que mensagem quer transmitir? O esoterismo socialista transcende-me...

8 comentários:

Anónimo disse...

Os braços cruzados é POSTURA.

Para ouvir, para dar atenção, para não afrontar a opinião contrária, mas sim, com tolerança, a respeitar.

O VERDE, até em Tomar, significa ESPERANÇA.

Numa Cidade menos a cair, num Concelho mais coeso e menos falido. Numa SOLUÇÃO.

As cruzes são simbolos, caminhos, orientações "sombras" que EMERGEM, que PROTEGEM , que do PASSADO, se projectam, NUM FUTURO de um Concelho que poderá voltar a LIDERAR, como no tempo dos Templários ou de Cristo.

Geração Tomar, talvez porque não é só com o esforço de uma ÚNICA GERAÇÃO que TOMAR sai da 'cepa torta', é preciso uma VERDADEIRA GERAÇÃO de TOMAR.

E falar de esoterismo em Tomar, não é mal nenhum, antes pelo contrário.

Rui Ferreira disse...

Eu nada tenho contra o projecto do PS, nem contra qualquer outro!

Constato, no entanto, o recorrente aproveitamento de certa "simbólica" local para promoção dos projectos políticos!!

Isto é feito, mais ou menos, por todos os quadrantes partidários.

E digo-vos mais, isto merecia uma Tese!

O cartaz do PS Tomar, promovendo o seu candidato, qual anjo heráldico, está feito certamente à "esquadria"...

Ametista disse...

Quanto ao resto não sei... mas a postura e o verde dá-lhe assim um ar de candidato a presidente do SCP.

Hugo Cristóvão disse...

Caríssimos,

já que escrevi tanto, aproveito para dizer que sobre este mesmo assunto, escrevi comentário aqui: http://tomaradianteira.blogspot.com/2009/05/candeias-cadelas-e-cartazes.html.

Bom fim de semana.

Anónimo disse...

Parece óbvio que um cartaz de um candidato que é Arquitecto e Professor de Educação Visul e Tecnológica, seja feito à "régua" e "esquadro".

Provavel também que use o "compasso", visto que parece também saber tirar medidas.

Pelo menos uma série delas, contra a crise, ele apresentou há uma semanas atrás.

Rui Ferreira disse...

O compasso como instrumento de medida não é para todos!

Eu cá uso a fita métrica...

Anónimo disse...

Ganda Rui, é assim mesmo! Há que ser-se pedagógic@ :)

Se o anónimo de arriba quer significar com "tanta medida" que o dito candidato é 'mação', ehhh, boa viagem para o candidato que lhe faça boa saúde.

Templários e 'maçãos' dão-se com cortesia, mas não se misturam.

Anónimo disse...

Tem a certeza? Será que não são a mesma coisa? Olhe que eles estão em todo o lado.